Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

São Caetano mira reabilitação no clima `desértico` de Mirassol


Marco Borba
Do Diário do Grande ABC

07/02/2010 | 07:04


 

Mirassol e São Caetano se enfrentam hoje, às 19h30, no clima desértico de Mirassol, atrás do equilíbrio no Campeonato Paulista. As equipes vêm de altos e baixos no torneio. A do Interior almeja a segunda vitória seguida após sequência de empates. Já o Azulão não vence há três jogos e, embora não tenha a conquista do título como meta na temporada, espera ao menos ficar distante das últimas posições. Embora a partida seja à noite, a temperatura prevista na cidade é de 34ºC.

O confronto marca o reencontro de Antonio Carlos e Pintado, ex-companheiros de São Paulo no início dos anos 1990. Ambos estão em início de carreira e buscam espaço entre os técnicos top do futebol brasileiro.

Outra particularidade é o fato de Pintado ter comandado o Azulão no Paulista e em parte da Série B do Brasileiro de 2008. Já o volante Diogo Orlando e o meia Gerson, dirigidos por Pintado na época, também fizeram o caminho inverso e hoje defendem o Mirassol.

Desde que deixou o São Caetano, Pintado levou vantagem nos embates contra a equipe do Grande ABC. No Paulistão do ano passado, venceu por 4 a 2, como técnico do Mirassol (na ocasião o Azulão era dirigido por Sérgio Soares), e depois fez 2 a 0 no Anacleto Campanella, no primeiro turno da Série B do Brasileiro, à frente da Ponte Preta.

Na segunda fase, já sob a batuta de Antonio Carlos, o São Caetano devolveu com juros e aplicou 3 a 1 no Moisés Lucarelli, em Campinas. Só que Pintado já havia deixado a Macaca nas mãos de Márcio Bittencourt.

Antonio Carlos não encara o jogo como oportunidade para o Azulão devolver as derrotas diante de seu ex-técnico.

"Não vejo como revanche, mas uma vitória seria interessante pelo nosso momento no torneio", resumiu.

O São Caetano deve contar com a volta do volante Moradei, recuperado de contusão. O meia Luciano Mandi sente dores no púbis e é dúvida.

No Mirassol, a única novidade é a volta do lateral-esquerdo Anderson Paim, recuperado de contusão.

 


Aniversariante, Luiz espera brindar contra o ex-time

Marco Borba

Aniversariante do dia - completa hoje 27 anos -, o goleiro Luiz espera receber de presente a vitória diante da equipe que o projetou em 2000. Ele ficou até junho de 2002 no Mirassol e transferiu-se para o São Caetano, onde dois anos mais tarde conquistaria o único título estadual já obtido pelo clube.

Jogador com mais tempo de casa, o camisa um reconhece que o momento da equipe não é confortável - conquistou oito pontos em seis partidas. "A proximidade com as últimas posições incomoda. Não vencemos há três rodadas, mas o time não está atuando mal. Fizemos bons jogos, inclusive contra o São Paulo. Só falta um pouco mais de atenção na marcação", avalia.

Luiz foi titular absoluto em 2009. Fez 55 jogos, sendo 19 pelo Paulistão.

 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;