Fechar
Publicidade

Sábado, 21 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

A orquestra dança

Sinfônica de Sto.André se apresenta com bailarinos do Centro de Dança de Santo André e da Cia. StacattoSP


Thiago Mariano
Do Diário do Grande ABC

12/11/2009 | 07:00


A Ossa (Orquestra Sinfônica de Santo André), junto com o Centro de Dança de Santo André (Escola Livre) e a Cia. StacattoSP, apresenta no fim de semana concerto recheado de danças. A entrada é franca.

No repertório musical, a apresentação de Concerto nº2 Para Piano e Orquestra de Sergei Rachmaninov, Batuque, do compositor brasileiro Lorenzo Fernandez, e La Valse e Bolero, de Maurice Ravel.

"A nossa ideia é integrar a Orquestra a todas as manifestações possíveis. Neste espetáculo nos inspiramos na forma de concerto do início do século 18, na qual você tinha uma grande noite de atrações musicais", conta Carlos Moreno, maestro regente da Orquestra.

A primeira parte da programação, com a apresentação de Rachmaninov, vem com participação do solista convidado Fábio Martino. O jovem pianista de 21 anos, paulistano, vem da Alemanha, onde é aluno da Universidade Superior de Música de Karlsruhe e integrante da Keyboard Charitable Trust, sediada em Londres e que promove o concerto de jovens instrumentistas na Europa e América. "Ele é incrível, tem uma sonoridade que nunca vi igual. Deve ser o nosso novo Nelson Freire", diz Moreno.

Rachmaninov na primeira parte faz ponte para as apresentações de dança que vêm a seguir. "A música dele, se você fechar os olhos, leva ao universo da dança. A música russa tem essa tradição de inspirar a dança", afirma o maestro.

Na segunda parte, com Batuque, um grupo de 30 alunos da formação avançada do Centro de Dança de Santo André sobe ao palco para executar coreografia baseada na música de Lorenzo Fernandez, que mescla o folclore e os ritmos afro-brasileiros.

STACATTOSP - A Cia. StacattoSP, criada em São Caetano e agora com sede em São Paulo, volta ao Grande ABC para apresentar sua nova formação. Acrescida de 12 bailarinos homens, a Cia., que recebeu prêmio de fomento à dança da Secretaria do Estado da Cultura, realiza duas coreografias de Ravel.

"O concerto e a dança têm relação de simbiose. Dançamos com música, mas a orquestra, para nós, vem abrilhantar a apresentação. Faremos uma dança tão clássica que tem de ter o volume instrumental que a Ossa nos dá de aporte", conta Fernando Machado, diretor artístico da StacattoSP.

La Valse, remonta a tradicional valsa vienense num clima cheio de altos e baixos momentos musicais, que refletem o período de guerra europeu. A coreografia 3 por 30, montada por Machado, privilegia esses momentos de pânico e glamour. "Trabalhamos com o contexto histórico da música, mas atualizado. Fazemos um jogo coreográfico que tem fragmentos de coisas que vão se construindo. Depois recortamos, desfragmentamos a apresentação", diz.

Filhos de Papiza, desenvolvida por Luis Ferron para Bolero, que originalmente é encenada por duas mulheres, desta vez será executada por homens. "A proposta é trazer dois gladiadores para o palco. A Cia. só tinha elenco feminino. O refencial é voltar à região para apresentar nossos bailarinos", afirma Machado.

A coreografia é dividida em etapas que compreendem o ritual dos guerreiros, a munição para o combate e as mudanças sofridas após a luta, como as cicatrizes que deixam marcas eternas.

A StacattoSP busca, dentro de sua nova sede, o conceito de suas próximas apresentações. "Montamos um grupo de pesquisa e, com base na filosofia, desenvolvemos novas diretrizes, buscando entender como a dança interage com o meio e com as pessoas. Provavelmente no próximo ano estaremos com novos trabalhos", completa Machado.

Orquestra Sinfônica de Santo André, Centro de Dança de Santo André e Cia. StacattoSP - Concerto e Dança. Teatro Municipal de Santo André - Praça 4º Centenário. Tel.: 4433-0789. Dias 14 e 15, às 20h. Entrada franca.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

A orquestra dança

Sinfônica de Sto.André se apresenta com bailarinos do Centro de Dança de Santo André e da Cia. StacattoSP

Thiago Mariano
Do Diário do Grande ABC

12/11/2009 | 07:00


A Ossa (Orquestra Sinfônica de Santo André), junto com o Centro de Dança de Santo André (Escola Livre) e a Cia. StacattoSP, apresenta no fim de semana concerto recheado de danças. A entrada é franca.

No repertório musical, a apresentação de Concerto nº2 Para Piano e Orquestra de Sergei Rachmaninov, Batuque, do compositor brasileiro Lorenzo Fernandez, e La Valse e Bolero, de Maurice Ravel.

"A nossa ideia é integrar a Orquestra a todas as manifestações possíveis. Neste espetáculo nos inspiramos na forma de concerto do início do século 18, na qual você tinha uma grande noite de atrações musicais", conta Carlos Moreno, maestro regente da Orquestra.

A primeira parte da programação, com a apresentação de Rachmaninov, vem com participação do solista convidado Fábio Martino. O jovem pianista de 21 anos, paulistano, vem da Alemanha, onde é aluno da Universidade Superior de Música de Karlsruhe e integrante da Keyboard Charitable Trust, sediada em Londres e que promove o concerto de jovens instrumentistas na Europa e América. "Ele é incrível, tem uma sonoridade que nunca vi igual. Deve ser o nosso novo Nelson Freire", diz Moreno.

Rachmaninov na primeira parte faz ponte para as apresentações de dança que vêm a seguir. "A música dele, se você fechar os olhos, leva ao universo da dança. A música russa tem essa tradição de inspirar a dança", afirma o maestro.

Na segunda parte, com Batuque, um grupo de 30 alunos da formação avançada do Centro de Dança de Santo André sobe ao palco para executar coreografia baseada na música de Lorenzo Fernandez, que mescla o folclore e os ritmos afro-brasileiros.

STACATTOSP - A Cia. StacattoSP, criada em São Caetano e agora com sede em São Paulo, volta ao Grande ABC para apresentar sua nova formação. Acrescida de 12 bailarinos homens, a Cia., que recebeu prêmio de fomento à dança da Secretaria do Estado da Cultura, realiza duas coreografias de Ravel.

"O concerto e a dança têm relação de simbiose. Dançamos com música, mas a orquestra, para nós, vem abrilhantar a apresentação. Faremos uma dança tão clássica que tem de ter o volume instrumental que a Ossa nos dá de aporte", conta Fernando Machado, diretor artístico da StacattoSP.

La Valse, remonta a tradicional valsa vienense num clima cheio de altos e baixos momentos musicais, que refletem o período de guerra europeu. A coreografia 3 por 30, montada por Machado, privilegia esses momentos de pânico e glamour. "Trabalhamos com o contexto histórico da música, mas atualizado. Fazemos um jogo coreográfico que tem fragmentos de coisas que vão se construindo. Depois recortamos, desfragmentamos a apresentação", diz.

Filhos de Papiza, desenvolvida por Luis Ferron para Bolero, que originalmente é encenada por duas mulheres, desta vez será executada por homens. "A proposta é trazer dois gladiadores para o palco. A Cia. só tinha elenco feminino. O refencial é voltar à região para apresentar nossos bailarinos", afirma Machado.

A coreografia é dividida em etapas que compreendem o ritual dos guerreiros, a munição para o combate e as mudanças sofridas após a luta, como as cicatrizes que deixam marcas eternas.

A StacattoSP busca, dentro de sua nova sede, o conceito de suas próximas apresentações. "Montamos um grupo de pesquisa e, com base na filosofia, desenvolvemos novas diretrizes, buscando entender como a dança interage com o meio e com as pessoas. Provavelmente no próximo ano estaremos com novos trabalhos", completa Machado.

Orquestra Sinfônica de Santo André, Centro de Dança de Santo André e Cia. StacattoSP - Concerto e Dança. Teatro Municipal de Santo André - Praça 4º Centenário. Tel.: 4433-0789. Dias 14 e 15, às 20h. Entrada franca.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;