Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Turismo

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367

A histórica São Luís


Heloísa Cestari
Do Diário do Grande ABC

01/10/2009 | 07:00


Fundada por franceses, invadida por holandeses e transformada em poesia pelos portugueses a reboque da forte influência das tradições indígenas e africanas, a ilha de São Luís, capital do Maranhão, apresenta cultura popular tão singular quanto seus Lençóis. Fazendo as vezes de um lugarejo fictício, a cidade serviu de palco para as cenas da peregrinação do protagonista de Cama de Gato, Gustavo, depois que ele consegue se livrar dos capangas que acreditam que ele morreu ao cair de um penhasco na Chapada das Mesas.

Na vida real, longe de ser local de peregrinação, a cidade - declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura) em 1997 - encanta o turista que passeia por seu centro histórico com o charme de suas fontes, escadarias e casarões azulejados.

Restaurado pelo projeto Reviver, o mais homogêneo conjunto arquitetônico colonial da América Latina ganhou ares novos, ou melhor, ressuscitou a autenticidade dos velhos ares de séculos atrás, mas com infraestrutura turística renovada. Depois da revitalização de boa parte dos prédios, a área da Praia Grande converteu-se numa concentração de bares, restaurantes, centros culturais e lojas de artesanato a preços convidativos.

Os que mantêm afinidade com o folclore encontram entre as lojas do centro histórico CDs e livros que versam sobre a cultura maranhense. Dos discos dos bois ao último CD de Dona Teté, soberana do cacuriá, passando pelas gravações de Mestre Felipe - a própria personificação do tambor-de-crioula -, o repertório regional é vasto. E os atendentes discorrem sobre os sotaques variantes dos bois, explicam as origens dos ritmos do Estado com simpatia e dão uma aula de Maranhão.

Outro ponto essencial para mergulhar na alma maranhense é o Mercado da Praia Grande. Entre bancadas de ervas, gaiolas repletas de galos que no início da manhã fazem estardalhaço e boxes de produtos típicos, vislumbram-se animados botecos.

Tiquira (espécie de pinga produzida a partir da mandioca), farinhas, camarão seco, pimentas e feijões traduzem a gastronomia maranhense. Fazem a alegria, especialmente dos gourmets. Depois da volta pelo mercado, vale passear pelas ruelas do centro histórico, repletas de sobrados azulejados para refletir o sol e proteger as casas da chuva.

Para compreender o enredo do bumba-meu-boi, uma visita à Casa do Maranhão faz-se necessária. Indumentária e objetos da mais tradicional manifestação folclórica do Estado estão expostos e são esmiuçados pelos guias. Os vários sotaques (variantes rítmicas), o significado das roupas e os instrumentos característicos revelam curiosos aspectos culturais.

No centro de artesanato (Ceprama), em Madre de Deus, tradicional bairro próximo à Praia Grande e principal palco dos festejos juninos, funciona uma feira de artesanato com rendas, tiquira, doces, licores, instrumentos tradicionais, azulejos, objetos bordados e peças em fibra.

E para coroar o dia, as festas de reggae - nas quais se dança coladinho, como forró - espalham-se embaladas por bebidas de nomes impublicáveis. Um dos clubes que reúnem a juventude é o Creole, ao lado da Lagoa do Jansen. O ritmo jamaicano é uma febre no Estado, pra lá de quente.

Guia de Viagem

COMO CHEGAR

A São Luís

A TAM possui passagens para São Luís com preços a partir de R$ 530 (ida e volta). Site: www.tam.com.br.

No site da Gol (www.voegol.com.br), é possível adquirir bilhetes de ida e volta para o trecho entre São Paulo e São Luís com preços a partir de R$ 490.

À Chapada das Mesas

A forma mais rápida de chegar à Chapada das Mesas é pegar um voo até Imperatriz e de lá percorrer 220 quilômetros de carro ou ônibus até Carolina pela BR-010. A TAM e a Gol possuem voos diários entre São Paulo e Imperatriz, com preços a partir de R$ 602 e R$ 582 (ida e volta), respectivamente.

* As tarifas ao lado não incluem taxa de embarque e podem variar conforme a disponibilidade de assentos.

PACOTE

A CVC possui pacotes de oito dias para o Maranhão com preços a partir de R$ 2.118. O valor inclui passagens aéreas, traslados entre hotel e aeroporto e entre São Luís e Barreirinhas, sete noites de hospedagem com café da manhã (cinco noites em São Luís e duas em Barreirinhas), city tour na capital, passeio em veículo 4x4 ao parque nacional e roteiro de barco pelo Rio Preguiças com visitas às dunas dos Pequenos Lençóis e às comunidades ribeirinhas de Mandacaru e Caburé.

Tel.: 2191-8700.

Site: www.cvc.com.br.

ONDE FICAR

Pousada do Lajes (Carolina) - Diárias a partir de R$ 120 por casal, com café da manhã. Tel.: (0xx99) 3531-2452. Site: www.pousadadolajes.com.br.

Pestana (São Luís) - A hospedagem em apartamento duplo sai a partir de R$ 171, com café da manhã. Fica na Praia do Calhau. Tel.: (0xx99) 2106-0505. Site: www.pestanasaoluis.com.br.

Mercure Apartments Mont Blanc (São Luís) - A diária para casal custa a partir de R$ 199. O café da manhã é cobrado à parte: sai a R$ 15 por pessoa. Tel.: (0xx99) 2109-4700. Site: www.accorhotels.com.br.

Solare Lençóis Resort (Barreirinhas) - Diárias a partir de R$ 250 por casal, com café da manhã. Tel.: (0xx98) 3349-6000. Site: www.gruposolare.com.br.

PASSEIOS

A Cia do Cerrado Ecoturismo oferece pacote de quatro dias para a Chapada das Mesas com preços a partir de R$ 1.200 por pessoa. O valor inclui traslados entre Imperatriz e Carolina, três noites de hospedagem em apartamento duplo da Pousada do Lajes (www.pousadadolajes.com.br), em Carolina, com café da manhã, passeios em veículo 4x4 para cachoeiras, guia local e seguro-viagem. Tel.: (0xx99) 3531-3222 e 8122-0316. Site: www.ciadocerrado.com.br.

INFORMAÇÕES

Secretaria de Turismo de Carolina: (0xx99) 3531-8378.

Secretaria de Turismo de Riachão: (0xx99) 3531-0180.

Complexo Turístico de Pedra Caída: (0xx99) 3531-2163.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;