Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Automóveis

automoveis@dgabc.com.br | 4435-8337

Pallas e Linea brigam pelo 4º lugar


Sueli Osório
Do Diário do Grande ABC

26/08/2009 | 07:00


Eles estão atrás dos três líderes de vendas no segmento dos sedãs médios - Honda Civic, Toyota Corolla e Chevrolet Vectra - , numa batalha bastante acirrada pela quarta colocação.

Com 7.836 unidades emplacadas de janeiro até a primeira quinzena de agosto, segundo a Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), o Fiat Linea teve pequena vantagem nas vendas - com 506 unidades a mais - que o Citroën C4 Pallas, que totalizou 7.330 veículos comercializados.

Bons de briga, cada um deles utiliza suas armas para conquistar o consumidor. De um lado, o vencedor do comparativo, C4 Pallas, entrega mais espaço para os ocupantes e para bagagem, melhor desempenho do motor 2.0 16V Flex - que gera até 151 cv de potência e torque de 21,61 mkgf quando abastecido com álcool -, além do câmbio automático de quatro velocidades, que garante trocas mais suaves que o do concorrente, automatizado de cinco marchas.

Avaliado na versão GLX com transmissão automática, o Citroën ainda custa R$ 1.540 a menos.

Do outro lado, o Linea, avaliado na versão Absolute, com preço de R$ 64.850, vem mais completo, saindo de fábrica com bancos de couro - os do Pallas são de tecido -; sensor de estacionamento; sistema Blue&Me, com comando de voz para acionar o equipamento de som e viva-voz com bluetooth, além de cortina para-sol no vidro traseiro.

O espaço interno do Linea também agrada, embora as pernas de quem senta no banco traseiro tenham mais conforto no Pallas. O porta-malas do Fiat tem capacidade para respeitosos 500 litros, mas o Citroën acomoda 80 litros a mais.

O desempenho do Linea também não deixa a desejar. Seu motor 1.9 16V Flex desenvolve 132 cv de potência e torque de 18,6 mkgf com álcool. Mas o modelo demora um pouco mais para deslanchar nas saídas, necessitando que se pise um pouco mais forte no pedal da direita para desenvolver mais velocidade. O câmbio automatizado funciona bem, mas o motorista sente um pequeno solavanco no momento da troca de marcha.

Ambos vêm equipados com itens importantes como air bag duplo, freios ABS, computador de bordo, rádio CD player com MP3 e comandos no volante, controlador de velocidade, faróis de neblina, trio elétrico e rodas de liga leve de 16 polegadas.

Sedãs têm 20% do mercado

O segmento dos sedãs é um dos mais competitivos do nosso mercado e deverá abocanhar uma fatia de aproximadamente 20% das vendas de automóveis neste ano.

O líder absoluto entre os médios é o Honda Civic, que já teve 34.314 unidades emplacadas de janeiro até a primeira quinzena deste mês, segundo a Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), o equivalente a 29,45%. O Toyota Corolla vem logo atrás, com 30.577 veículos vendidos (26,25%).

O terceiro colocado, Chevrolet Vectra, teve 14.327 unidades negociadas, o que representa 12,30% do segmento. Fiat Linea e Citroën C4 Pallas têm, respectivamente, 6,73% e 6,29% desse bolo.

Nessa briga acirrada para conquistar o consumidor, é necessário reunir qualidades como beleza nas linhas, espaço interno generoso para ocupantes e bagagem, nível de acabamento e de equipamentos de série caprichado, além, é claro, de bom desempenho, aliado à dirigibilidade e à relação custo-benefício que agrade ao bolso.

O C4 Pallas destaca-se por apresentar um conjunto equilibrado, com destaque para o espaço e custo-benefício. O Linea, por sua vez, aposta no design, nos equipamentos de série e opcionais.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;