Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

S.Bernardo quer regularizar 36 mil moradias até 2025

Hoje, 15 mil casas estão em fase de liberação da escritura


Cadu Proieti
do Diário do Grande ABC

26/03/2013 | 07:00


A Prefeitura de São Bernardo visa regularizar a situação fundiária de 36 mil moradias até 2025, divididas em 130 áreas por toda a cidade. O número é referente a edificações que não necessitam de obras para liberação da escritura. Do total de casas dentro dessa situação, 51 núcleos encontram-se em processo de regularização. Em bairros como Vila Nova Antunes, Vila das Valsas, Vila Comunitária, Botujuru e Nicola Demarchi, os moradores já possuem os documentos em mãos.

A meta, que faz parte do Programa de Regularização Fundiária Sustentável  do município, está dividida. O projeto teve início em 2010. A intenção é resolver a situação documental de cerca de 15 mil imóveis até 2013. "Estamos trabalhando com este número. Quando terminar esse plano inicial, vamos começar outras fases, até regularizar tudo", disse o prefeito Luiz Marinho (PT).

Ontem, Marinho assinou a ordem de serviço para início do processo de regularização fundiária de 490 lotes residenciais do núcleo FEI Mizuho, no bairro Alves Dias. "Em uma região como essa, em área de manancial, temos trabalho de aproximadamente dois anos para finalizar e o munícipe ter o documento em mãos. Como são dez etapas, é algo trabalhoso e que demora", comentou.

Para a presidente da Sociedade Amigos do Bairro FEI Mizuho, Maria Aparecida Silva Moraes, a conquista da documentação é a realização de um sonho. "Moro aqui há 12 anos. Quando cheguei, não tinha iluminação nem asfalto. Brigamos por muitas melhorias aqui. A escritura é a premiação por tudo isso", disse.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;