Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 19 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Sex appeal de Hugh Jackman segura 'Wolverine'



30/04/2009 | 07:00


Wolverine acaba de ser derrotado pela febre suína. O mutante mais sexy do cinema - o erotismo de Hugh Jackman segura o filme que entra hoje em cartaz no Brasil com mais de 500 cópias; 200 serão dubladas - teve sua estreia cancelada no México. A distribuidora Fox não quis correr o risco de ver naufragar na bilheteria sua grande proposta como filme de verão deste ano no Hemisfério Norte. Por aqui, suas matinês estão garantidas.

Há uma juventude que transforma as HQs em dogma e não admite a menor mudança em seus quadrinhos preferidos. Mas é o que faz Gavin Hood com os originais da Marvel Comics. O diretor sul-africano de 45 anos recebeu o Oscar de filme estrangeiro por Tsotsi. Hood não parecia a escolha adequada para dirigir X-Men - Origens: Wolverine, mas até que não foi má ideia. Afinal, o filme pode ser de ação (e efeitos), mas há uma tentativa de dar espessura psicológica ao personagem.

Muito já se falou sobre o vazamento do filme na internet. Aquela versão é diferente - um pouco - da que agora estreia. Até que ponto isso vai prejudicar a carreira do filme é questão de mercado. Nada tem a ver com avaliação crítica.

Diga-se logo que o primeiro filme da série, de Bryan Singer, permanece o melhor de todos. Bem próximo do final de Wolverine, quando o herói liberta os mutantes presos numa instalação militar - e eles logo serão acolhidos por uma versão jovem de Xavier, Patrick Stewart -, o espectador talvez se decepcione porque aquele batalhão de X-Men invade o filme sem serventia.

O filme deslancha com o herói garoto, no século 19, cometendo um assassinato no seio da própria família. Tudo é misterioso, nada é esclarecido, mas Wolverine, que ainda se chama Logan, inicia uma fuga com Victor. Esse começo do filme é pura invenção em relação às HQs.

Wolverine e Victor são meio-irmãos, na nova interpretação de Gavin Hood. Atravessam as guerras - do século 19 e 20 -, durante as quais se moldam as personalidades de ambos.

Victor (Liev Schreiber) um mutante revoltado com sua condição, vira um assassino sanguinário. Logan tenta permanecer humano. Ele descobre o amor, mas Victor entra em cena para dinamitar sua felicidade. Isso transforma Logan em Wolverine. Traçadas as origens do personagem, o resto é pura ação (e efeitos).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;