Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 16 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Sentença do julgamento dos difusores é adiada para hoje


André Battistini
Especial para o Diário

15/04/2009 | 07:00


A Corte de Apelações da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) começou a julgar ontem, em Paris, a legalidade dos difusores usados pela Brawn GP, Toyota e Williams, mas anunciou que só dará hoje a palavra final, devido aos muitos detalhes a serem analisados.

Presente no julgamento, o chefe da Brawn GP, Ross Brawn, afirmou confiar no bom senso da FIA. "Os comissários já disseram antes que é legal. O tribunal é quem vai saber se eles tomaram uma decisão errada. Algumas equipes estão descontentes com esta posição, mas o difusor está em sintonia com a nossa compreensão do regulamento", afirmou.

Oito equipes foram chamadas para depor. As únicas escuderias que não estarão na sessão são a STR e a Force India, times que não têm o item ou não fizeram reclamação oficial.

Nigel Tozzi, representante da Ferrari na França, contou na corte que as equipes utilizaram-se de uma brecha no regulamento para usar um dispositivo ilegal. "Qualquer pessoa que fale inglês irá dizer que é um buraco (no regulamento), por isso não deixe que eles subvertam o que está nas regras", destacou.

Apesar de o resultado ainda não ter saído, algumas equipes já começaram a se preparar e estão desenvolvendo seus difusores.

(Com Agências)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sentença do julgamento dos difusores é adiada para hoje

André Battistini
Especial para o Diário

15/04/2009 | 07:00


A Corte de Apelações da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) começou a julgar ontem, em Paris, a legalidade dos difusores usados pela Brawn GP, Toyota e Williams, mas anunciou que só dará hoje a palavra final, devido aos muitos detalhes a serem analisados.

Presente no julgamento, o chefe da Brawn GP, Ross Brawn, afirmou confiar no bom senso da FIA. "Os comissários já disseram antes que é legal. O tribunal é quem vai saber se eles tomaram uma decisão errada. Algumas equipes estão descontentes com esta posição, mas o difusor está em sintonia com a nossa compreensão do regulamento", afirmou.

Oito equipes foram chamadas para depor. As únicas escuderias que não estarão na sessão são a STR e a Force India, times que não têm o item ou não fizeram reclamação oficial.

Nigel Tozzi, representante da Ferrari na França, contou na corte que as equipes utilizaram-se de uma brecha no regulamento para usar um dispositivo ilegal. "Qualquer pessoa que fale inglês irá dizer que é um buraco (no regulamento), por isso não deixe que eles subvertam o que está nas regras", destacou.

Apesar de o resultado ainda não ter saído, algumas equipes já começaram a se preparar e estão desenvolvendo seus difusores.

(Com Agências)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;