Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 27 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Glock diz que recebeu ameaças de morte


Das Agências

25/03/2009 | 07:00


Personagem da manobra que decidiu o título da Fórmula 1 do ano passado, o alemão Timo Glock afirmou ontem que recebeu ameaças de morte por ter sido ultrapassado por Lewis Hamilton na última curva do GP Brasil, que rendeu o Mundial de Pilotos ao inglês.

Segundo Glock, a reação de muitos torcedores alemães foi muito ruim. "Aparentemente há muitas pessoas racistas que não gostaram de ver Hamilton se tornar campeão mundial. As reações foram desde ‘nós sabemos onde seus pais moram', até ‘você terá seu lugar na câmara de gás'" disse o piloto da Toyota ao jornal alemão Darmstaedter Echo.

Em Interlagos, nas últimas voltas, Hamilton foi ultrapassado por Vettel e caiu para sexto lugar, situação que dava o título a Felipe Massa. Porém, o inglês ganhou a posição de Glock, que corria com pneus de pista seca mesmo após chuva, garantindo o quinto lugar. O resultado deu a Hamilton um ponto de vantagem na classificação sobre Massa, que acabou com o vice.

No ano passado, Anthony Hamilton, pai do atual campeão da Fórmula 1, afirmou que ofensas racistas o fizeram pensar se o filho deveria continuar competindo na categoria.        



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;