Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Psol cobra dados da gestão anterior para comparação


Gustavo Pinchiaro
Do Diário do Grande ABC

08/03/2013 | 06:57


 

O Psol de São Caetano protocolou ontem cinco requerimentos de informação no Atende Fácil. Entre eles, resgatou pedido sobre nomes e salários de todos os funcionários comissionados do Palácio da Cerâmica atuais e retroativo de seis meses. Caso obtenha resposta, o partido pretende comparar os gastos com pessoal e testar a proposta o prefeito Paulo Pinheiro de fazer uma gestão transparente.

Durante a campanha eleitoral do ano passado, Fernando Turco, presidente da sigla e candidato a prefeito, havia feito essa solicitação, a qual chamou de a ‘caixa-preta', mas não obteve retorno da administração anterior.

Os outros quatro pedidos pedem detalhes dos contratos coma as maiores credoras do Paço: TB (R$ 88,3 milhões), Fundação ABC (R$ 42,1 milhões), Ensin (R$ 15,7 milhões) e Emparsanco (R$ 11,4 milhões). "Entendemos que o governo precisa tornar públicas essas informações pelo preceito da transparência", comentou Turco. O ex-vereador Horácio Neto destacou que os dados devem especificar o real valor da dívida. Pinheiro alega R$ 264,5 milhões e Auricchio R$ 108 milhões.

Thiago Cavallini, integrante da executiva municipal socialista, avaliou que o Psol age na ineficiência da Câmara. "Os vereadores deveriam cumprir esse papel, mas não fazem. Todo governo tem dívidas, mas agora é preciso governar a cidade", disse.

 

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;