Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 21 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Faces reais de uma atriz


Natane Tamasauskas
Do Diário do Grande ABC

27/03/2008 | 07:00


Atualmente na televisão como a Dorotéia do folhetim Amor e Intrigas, da Record, Esther Góes traz à região a pré-estréia de Determinadas Pessoas – Weigel. As apresentações estão programadas para sábado e domingo, no Sesc Santo André.

 No palco, a atriz vive Helene Weigel (1900-1971), atriz alemã, casada com Bertolt Brecht (1898-1956) e co-fundadora da Berliner Ensemble, uma das mais famosas companhias teatrais do mundo.

 A personalidade, a história, o talento de Helene são, aos poucos, revelados em cenas cuidadosamente pesquisadas e escritas por Esther e por seu filho, Ariel Borghi, que também assina a direção. “Helene é uma das maiores referências de alguém que elegeu o teatro como sua vida”, diz a atriz.

 A narrativa do monólogo é iniciada a partir dos primeiros anos da década de 1920, quando Helene desenvolveu intensas atividades na Alemanha, ao lado de segmentos de esquerda. Foi nesta época, também, que encontrou o homem que ficaria ao seu lado nos campos afetivo, artístico e intelectual, pelo resto da vida: o dramaturgo Bertolt Brecht.

 Em seguida, a peça passa para o período do nazismo, quando seus ideais a levaram ao exílio, percorrendo países como Áustria, Suíça, Dinamarca, Finlândia, Suécia e União Soviética, até chegar aos Estados Unidos, em 1941.

 Determinadas Pessoas – Weigel ainda percorre fatos vividos nos Estados Unidos, quando Helene foi impedida de exercer sua profissão, e na Alemanha Oriental, quando fundou a companhia.

 Para tanto, Esther e Ariel passaram dois anos estudando a vida da atriz alemã. “Montamos as cenas de acordo como Helene pensava cada época”, explica o diretor.

 No próximo dia 4, a montagem entra em cartaz no Sesc Santana, em São Paulo.

Determinadas Pessoas – Weigel. Teatro. Sábado, às 20h; domingo, às 19h. No Teatro do Sesc Santo André – r. Tamarutaca, 302. Tel.: 4469-1200. Ingr.: R$ 4 a R$ 16.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;