Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 12 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Fluminense vira no fim e derrota Huachipato no Chile



28/02/2013 | 00:26


O técnico Abel Braga, diante da importância do confronto com o Huachipato, confiou no que já lhe rendeu um título brasileiro. Para o duelo desta quarta-feira, no Chile, pela terceira rodada da Copa Libertadores, estavam em campo Deco, Thiago Neves, Fred, Gum e o time campeão nacional. Mas foi o banco do Fluminense que resolveu uma dura parada para Abelão. Segundos depois de entrar no segundo tempo, o meia Wagner mostrou estrela e marcou o gol da vitória por 2 a 1, de virada, no estádio CAP, em Talcahuano.

Na realidade, a partida contra o atual campeão chileno foi dificultada pela má atuação tricolor, em especial de Deco e Thiago Neves, os articuladores da equipe, que não tiveram uma boa noite. Além de um gol inacreditável perdido por Wellington Nem, ainda no primeiro tempo.

O jovem se redimiu com o gol de empate e contribuiu decisivamente para que o time brasileiro chegasse aos seis pontos e se recuperasse da derrota no Rio para o Grêmio, há uma semana. Além de manter a pequena escrita do Grupo 8, onde todos os visitantes venceram seus compromissos.

O Fluminense liderará a chave até a próxima terça-feira, quando o Grêmio recebe o Caracas, em Porto Alegre. Ambos somam três pontos, assim como o Huachipato. No dia seguinte, chilenos e cariocas voltam a se enfrentar, desta vez no Engenhão.

O triunfo também alivia o ambiente para o clássico de sábado contra o Vasco, pela semifinal da Taça Guanabara. O Fluminense terá poucas horas para se preparar para tal duelo.

O JOGO - O velho ditado do futebol "quem não faz leva" foi a sina do Fluminense no primeiro tempo. O time chileno mostrava evidentes fragilidades técnicas. Os visitantes amplo espaço para trocar passes no meio de campo e pressionaram os anfitriões a maior parte da primeira etapa.

Dois lances, porém, representaram a derrota parcial. Aos 19, o goleiro Veloso tentou cortar um cruzamento aéreo com os pés, mas Thiago Neves não antecipou a falha e perdeu ótima chance. Aos 37, o meia recebeu ótimo lançamento de Jean, cruzou para Nem apenas rolar para o gol vazio. O atacante fez o mais difícil e acertou a trave esquerda, com Veloso vendido na jogada.

O castigo veio aos 46. Corvetto encontrou Rodríguez livre na área brasileira e fuzilou as redes adversárias.

O Fluminense encontrou mais dificuldades na segunda etapa, mas conseguiu a virada. Abel sacou o zagueiro Leandro Euzébio, machucado, e lançou o atacante Rhayner. Edinho foi para a zaga.

As mudanças deram certo e o time buscou o empate aos 21. Após boa trama ofensiva, Fred escorou de peito para Nem acertar forte chute. Quatro minutos depois, Wagner substituiu Deco e, em questão de segundos, fez o gol da virada, em falha de Contreras, sacramentando a virada.

FICHA TÉCNICA:

HUACHIPATO 1 x 2 FLUMINENSE

HUACHIPATO - Veloso; Contreras, Labrin, Muñoz e Crovetto; Sandoval, Reyes, Nuñez (Reynero) e Arrué (González); Rodríguez e Falcone (Llanos). Técnico - Jorge Pellicer.

FLUMINENSE - Diego Cavalieri; Bruno, Gum, Leandro Euzébio (Rhayner) e Carlinhos; Edinho, Jean, Deco (Wagner) e Thiago Neves (Anderson); Wellington Nem e Fred. Técnico - Abel Braga.

GOLS - Rodríguez, aos 46 do 1º tempo. Wellington Nem, aos 21; Wagner, aos 31 do 2º tempo.

CARTÕES AMARELOS - Labrín, Reyes (Huachipato); Carlinhos, Deco (Fluminense).

ÁRBITRO - Saul Laverni (ARG).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio CAP, em Talcahuano (CHI).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Fluminense vira no fim e derrota Huachipato no Chile


28/02/2013 | 00:26


O técnico Abel Braga, diante da importância do confronto com o Huachipato, confiou no que já lhe rendeu um título brasileiro. Para o duelo desta quarta-feira, no Chile, pela terceira rodada da Copa Libertadores, estavam em campo Deco, Thiago Neves, Fred, Gum e o time campeão nacional. Mas foi o banco do Fluminense que resolveu uma dura parada para Abelão. Segundos depois de entrar no segundo tempo, o meia Wagner mostrou estrela e marcou o gol da vitória por 2 a 1, de virada, no estádio CAP, em Talcahuano.

Na realidade, a partida contra o atual campeão chileno foi dificultada pela má atuação tricolor, em especial de Deco e Thiago Neves, os articuladores da equipe, que não tiveram uma boa noite. Além de um gol inacreditável perdido por Wellington Nem, ainda no primeiro tempo.

O jovem se redimiu com o gol de empate e contribuiu decisivamente para que o time brasileiro chegasse aos seis pontos e se recuperasse da derrota no Rio para o Grêmio, há uma semana. Além de manter a pequena escrita do Grupo 8, onde todos os visitantes venceram seus compromissos.

O Fluminense liderará a chave até a próxima terça-feira, quando o Grêmio recebe o Caracas, em Porto Alegre. Ambos somam três pontos, assim como o Huachipato. No dia seguinte, chilenos e cariocas voltam a se enfrentar, desta vez no Engenhão.

O triunfo também alivia o ambiente para o clássico de sábado contra o Vasco, pela semifinal da Taça Guanabara. O Fluminense terá poucas horas para se preparar para tal duelo.

O JOGO - O velho ditado do futebol "quem não faz leva" foi a sina do Fluminense no primeiro tempo. O time chileno mostrava evidentes fragilidades técnicas. Os visitantes amplo espaço para trocar passes no meio de campo e pressionaram os anfitriões a maior parte da primeira etapa.

Dois lances, porém, representaram a derrota parcial. Aos 19, o goleiro Veloso tentou cortar um cruzamento aéreo com os pés, mas Thiago Neves não antecipou a falha e perdeu ótima chance. Aos 37, o meia recebeu ótimo lançamento de Jean, cruzou para Nem apenas rolar para o gol vazio. O atacante fez o mais difícil e acertou a trave esquerda, com Veloso vendido na jogada.

O castigo veio aos 46. Corvetto encontrou Rodríguez livre na área brasileira e fuzilou as redes adversárias.

O Fluminense encontrou mais dificuldades na segunda etapa, mas conseguiu a virada. Abel sacou o zagueiro Leandro Euzébio, machucado, e lançou o atacante Rhayner. Edinho foi para a zaga.

As mudanças deram certo e o time buscou o empate aos 21. Após boa trama ofensiva, Fred escorou de peito para Nem acertar forte chute. Quatro minutos depois, Wagner substituiu Deco e, em questão de segundos, fez o gol da virada, em falha de Contreras, sacramentando a virada.

FICHA TÉCNICA:

HUACHIPATO 1 x 2 FLUMINENSE

HUACHIPATO - Veloso; Contreras, Labrin, Muñoz e Crovetto; Sandoval, Reyes, Nuñez (Reynero) e Arrué (González); Rodríguez e Falcone (Llanos). Técnico - Jorge Pellicer.

FLUMINENSE - Diego Cavalieri; Bruno, Gum, Leandro Euzébio (Rhayner) e Carlinhos; Edinho, Jean, Deco (Wagner) e Thiago Neves (Anderson); Wellington Nem e Fred. Técnico - Abel Braga.

GOLS - Rodríguez, aos 46 do 1º tempo. Wellington Nem, aos 21; Wagner, aos 31 do 2º tempo.

CARTÕES AMARELOS - Labrín, Reyes (Huachipato); Carlinhos, Deco (Fluminense).

ÁRBITRO - Saul Laverni (ARG).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio CAP, em Talcahuano (CHI).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;