Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 14 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

‘Aqui Agora’ reestréia no SBT


Cristie Buchdid
Do Diário do Grande ABC

03/03/2008 | 07:02


Estava na hora de o SBT, uma das emissoras abertas com menos tradição em jornalismo, investir em um produto que possa vingar na audiência. A receita não é nova. O canal resgata o popular Aqui Agora, que foi exibido de 1991 a 1995, e o reestréia nesta segunda-feira, das 18h às 19h15, com exibições de segunda-feira a sábado. Para retomar o programa, Silvio Santos recontratou Albino Castro, que foi diretor de jornalismo da emissora na época, para dirigir o telejornal.

Empolgado com a volta do projeto, Castro revelou metas do patrão: “Silvio quer um jornal que possa ser a cara do SBT nos próximos dez anos”. Quando o assunto é Ibope, ele jura que não está sendo pressionado. “Silvio não falou em audiência. A média, no passado era 20 pontos”, disse Castro. A tal da audiência não é tarefa fácil, pois o produto competirá com jornalísticos da Globo, Record, Rede TV!, Gazeta e Band.

Inusitado - O Aqui Agora aposta em diferenciais e na diversidade de assuntos. Hermano Henning apresentará o quadro semanal Rota de Fuga, semelhante ao programa global Linha Direta. Outro quadro semanal reunirá universitários no estúdio discutindo comportamento. “Haverá platéia e participação de internautas. O quadro terá duração de cinco minutos”, disse Castro.

O diretor aposta fortemente em debates sobre diversos assuntos. “Sempre com apoio de psicólogos, sociólogos etc”, disse. Um assunto quase inexistente em telejornais, a vida de artistas, terá espaço. “Antonio Guerreiro (ex-Gazeta) fará matérias sobre celebridades”, disse Castro.

Os mesmos - Quem assistia ao antigo Aqui Agora poderá ter a sensação de déjà vu, pois boa parte do elenco atuou na primeira versão. Estão de volta Christina Rocha e Herberth de Souza, para dividir a apresentação com os novos Luiz Bacci e Joyce Ribeiro. “Todos estarão em pé, em movimento, em um cenário espaçoso, o qual permitirá que a gente faça tudo ao mesmo tempo”, disse Castro.

Sucesso entre as crianças, o homem do tempo Felisberto Duarte, o Feliz, também voltou. Quem não se lembra da frase com a qual ele encerrava cada previsão: “Boa noite e tempos felizes. E piriri e pororó!”

Dos oito repórteres que vão cobrir São Paulo, seis são do elenco antigo. Nomes que deixaram sua marca na emissora, como Celso Russomano, Magdalena Bonfiglioli, Sérgio Frias, Carlos Cavalcante, João Leite Neto e Luiz Ceará. Ao todo são 14 repórteres exclusivos e 70 profissionais de imprensa.

O diretor justifica o elenco. “Todos foram testados. Eu não colocaria ninguém só por ter sido do antigo Aqui Agora. Não é um museu de cera. É para revolucionar a TV e alavancar a audiência no início da noite”, disse Castro.

Formato - O estilo Aqui Agora de fazer jornalismo continua valendo. “O jornal volta com narração como se fosse ao vivo e matérias gravadas como se não houvesse edição. A gente quer passar as coisas da forma como acontecem. Não vamos trabalhar com a ditadura do tempo. Teremos matérias de um, dois, quatro minutos. Depende do que render. Quando o Aqui Agora saiu do ar já não tinha mais audiência porque sofreu modificações, as matérias começaram a ter obrigatoriamente dois minutos. Ele perdeu sua alma.”

O diretor afirma que a linguagem será popular, mas não admite o termo sensacionalismo. “O Aqui Agora sempre foi um jornal completo. As matérias, em geral, são mais explicativas. Nunca foi policial como os que existem hoje. Vamos fazer um Fantástico diário”, concluiu Castro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;