Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 5 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

O que são hematomas?


Bruna Gonçalves
do Diário do Grande ABC

24/02/2013 | 07:00


São manchas escuras que aparecem principalmente nas pernas e braços sempre que os batemos, após tombo ou até durante as brincadeiras. Nesses casos, acontece o rompimento de pequenos vasos sanguíneos, veias ou artérias. Como não existe nenhuma ferida aparente (pois a pele não foi cortada), o sangue vaza internamente e se concentra na região machucada. Assim, ganha tonalidade diferente, em geral, roxa. Também é comum que a área inche.

O tamanho e a duração da mancha escura dependerão da parte do corpo atingida, da intensidade da batida e da quantidade de sangue acumulada. Além disso, quanto mais clara a pele, mais visível o hematoma ficará.

Aos poucos, o tom arroxeado se torna esverdeado e depois amarelado até chegar na cor natural. Isso porque o sangue é composto por várias substâncias que, conforme são reabsorvidas pelos vasos sanguíneos, mudam de coloração.

CAROÇO NA CABEÇA

O galo - como é popularmente conhecido o calombo - é outro tipo de hematoma. Nas partes em que a pele fica bem próxima do osso (principalmente cabeça e canela), o acúmulo de sangue faz a área batida inchar, formando o caroço.

Quando um galo aparece na testa, é comum ficar assustado e preocupado. Mas, de acordo com os médicos, é sinal de que nada grave aconteceu, pois indica que o ferimento está fora do crânio, não afetando o cérebro.

E quem nunca ouviu um adulto falar que não pode dormir após bater a cabeça? Segundo especialistas, pode tirar cochilo desde que a quantidade de horas não ultrapasse o tempo que costuma dormir. Caso isso ocorra, deve ir ao médico.

Saiba mais:

Mesmo sem ter se machucado é possível que apareçam manchas roxas pelo corpo. Neste caso, é preciso procurar o médico para verificar se estão relacionadas a alguma alteração do sangue ou doença. Mas para isso, é importante ter certeza de que não se feriu ou caiu recentemente.

A maioria dos acidentes na infância acontece dentro de casa, já que passamos grande parte do tempo nela. Por isso, os especialistas recomendam aos adultos atenção na hora de arrumar os móveis e objetos no lar. Também precisa de cuidado com áreas que possam representar risco de queda, como a escada.

Além dos hematomas, quando a gente se machuca podem se formar casquinhas sobre a ferida na pele. Elas servem como tipo de tampão produzido pelo organismo para proteger a área com a lesão. O desenvolvimento delas ocorre durante o processo de cicatrização. Não é indicado retirá-las.

Ninguém sabe ao certo, mas acredita-se que o uso da palavra galo para se referir ao inchaço que aparece na cabeça após pancada tenha origem popular e exista somente na Língua Portuguesa. Pode ter surgido porque alguém achou que o calombo lembrava a crista vermelha da ave.

Cuidados importantes

O melhor remédio para cuidar do hematoma em casa é pôr gelo sobre o machucado. Ele ajuda a diminuir a mancha escura ou o galo que se formou. Segundo especialistas, faz com que o desenvolvimento do inchaço seja interrompido. A baixa temperatura também contribui para aliviar a dor.

É preciso colocá-lo sobre o local logo após a pancada. A recomendação é deixá-lo entre 20 e 30 minutos. Para evitar queimaduras na pele, por causa do período em que o gelo permanecerá sobre ela, é importante envolvê-lo em pano ou saquinho plástico.

Receitinhas caseiras, como aquela em que os adultos costumam apertar uma faca sobre o galo na cabeça, não são recomendadas.

Sempre que o machucado for acima do pescoço é indicado procurar o médico. Por ser área muito sensível, é necessário avaliar se a lesão foi realmente superficial ou mais séria. Nem sempre dá para notar a gravidade do ferimento; às vezes, deve-se fazer exames. Já nos braços e pernas tem de ficar de olho se a dor continua por vários dias. Nesse caso, é preciso checar se houve alguma fratura, além do hematoma.


Miquéias Mangabeira, 10 anos, de São Bernardo, já ficou com um galo na testa após cair da cama. "Estava pulando e me desequilibrei. Coloquei gelo e logo diminuiu", diz o menino, que gostaria de saber como o calombo se forma. "Deve ser porque a pele fica inchada e o sangue se acumula."

Consultoria de Luiz Alberto da Silva, professor de Pediatria e Puericultura da Faculdade de Medicina do ABC.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

O que são hematomas?

Bruna Gonçalves
do Diário do Grande ABC

24/02/2013 | 07:00


São manchas escuras que aparecem principalmente nas pernas e braços sempre que os batemos, após tombo ou até durante as brincadeiras. Nesses casos, acontece o rompimento de pequenos vasos sanguíneos, veias ou artérias. Como não existe nenhuma ferida aparente (pois a pele não foi cortada), o sangue vaza internamente e se concentra na região machucada. Assim, ganha tonalidade diferente, em geral, roxa. Também é comum que a área inche.

O tamanho e a duração da mancha escura dependerão da parte do corpo atingida, da intensidade da batida e da quantidade de sangue acumulada. Além disso, quanto mais clara a pele, mais visível o hematoma ficará.

Aos poucos, o tom arroxeado se torna esverdeado e depois amarelado até chegar na cor natural. Isso porque o sangue é composto por várias substâncias que, conforme são reabsorvidas pelos vasos sanguíneos, mudam de coloração.

CAROÇO NA CABEÇA

O galo - como é popularmente conhecido o calombo - é outro tipo de hematoma. Nas partes em que a pele fica bem próxima do osso (principalmente cabeça e canela), o acúmulo de sangue faz a área batida inchar, formando o caroço.

Quando um galo aparece na testa, é comum ficar assustado e preocupado. Mas, de acordo com os médicos, é sinal de que nada grave aconteceu, pois indica que o ferimento está fora do crânio, não afetando o cérebro.

E quem nunca ouviu um adulto falar que não pode dormir após bater a cabeça? Segundo especialistas, pode tirar cochilo desde que a quantidade de horas não ultrapasse o tempo que costuma dormir. Caso isso ocorra, deve ir ao médico.

Saiba mais:

Mesmo sem ter se machucado é possível que apareçam manchas roxas pelo corpo. Neste caso, é preciso procurar o médico para verificar se estão relacionadas a alguma alteração do sangue ou doença. Mas para isso, é importante ter certeza de que não se feriu ou caiu recentemente.

A maioria dos acidentes na infância acontece dentro de casa, já que passamos grande parte do tempo nela. Por isso, os especialistas recomendam aos adultos atenção na hora de arrumar os móveis e objetos no lar. Também precisa de cuidado com áreas que possam representar risco de queda, como a escada.

Além dos hematomas, quando a gente se machuca podem se formar casquinhas sobre a ferida na pele. Elas servem como tipo de tampão produzido pelo organismo para proteger a área com a lesão. O desenvolvimento delas ocorre durante o processo de cicatrização. Não é indicado retirá-las.

Ninguém sabe ao certo, mas acredita-se que o uso da palavra galo para se referir ao inchaço que aparece na cabeça após pancada tenha origem popular e exista somente na Língua Portuguesa. Pode ter surgido porque alguém achou que o calombo lembrava a crista vermelha da ave.

Cuidados importantes

O melhor remédio para cuidar do hematoma em casa é pôr gelo sobre o machucado. Ele ajuda a diminuir a mancha escura ou o galo que se formou. Segundo especialistas, faz com que o desenvolvimento do inchaço seja interrompido. A baixa temperatura também contribui para aliviar a dor.

É preciso colocá-lo sobre o local logo após a pancada. A recomendação é deixá-lo entre 20 e 30 minutos. Para evitar queimaduras na pele, por causa do período em que o gelo permanecerá sobre ela, é importante envolvê-lo em pano ou saquinho plástico.

Receitinhas caseiras, como aquela em que os adultos costumam apertar uma faca sobre o galo na cabeça, não são recomendadas.

Sempre que o machucado for acima do pescoço é indicado procurar o médico. Por ser área muito sensível, é necessário avaliar se a lesão foi realmente superficial ou mais séria. Nem sempre dá para notar a gravidade do ferimento; às vezes, deve-se fazer exames. Já nos braços e pernas tem de ficar de olho se a dor continua por vários dias. Nesse caso, é preciso checar se houve alguma fratura, além do hematoma.


Miquéias Mangabeira, 10 anos, de São Bernardo, já ficou com um galo na testa após cair da cama. "Estava pulando e me desequilibrei. Coloquei gelo e logo diminuiu", diz o menino, que gostaria de saber como o calombo se forma. "Deve ser porque a pele fica inchada e o sangue se acumula."

Consultoria de Luiz Alberto da Silva, professor de Pediatria e Puericultura da Faculdade de Medicina do ABC.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;