Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

automoveis@dgabc.com.br | 4435-8337

Sport chic

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Vagner Aquino

20/02/2013 | 07:00


Quando se fala em automóvel alemão, logo a BMW vem à cabeça. Uns imaginam aqueles sedãs grandes, luxuosos... Já outros, pensam nos cupês apimentados e com alta dose de esportividade. Então, que tal unir esses pensamentos?

Pois é, a marca bávara acaba de lançar o Série 6 Gran Coupé no Brasil. Lá fora desde agosto, o modelo, que já está disponível nas concessionárias do País por R$ 399.950, nada mais é que um sedã com ares de cupê - algo inédito em se tratando de BMW.

Batizado aqui de 640i Gran Coupé, o alemão exala bom gosto. O terceiro integrante do line-up da Série 6 - além do convencional há as variantes Cabrio e Coupé - traz como principal destaque o formato da carroceria, com capô extenso e traseira curta. De uma ponta a outra são 5 metros. Só o entre-eixos mede 2,96 m (11 centímetros a mais que o 650 Coupé). O resultado disso? Espaço interno de fazer inveja aos concorrentes.

DENTRO

E por falar em interior, o requinte continua sendo o grande chamariz a bordo. Durante o lançamento, a imprensa especializada pôde conferir cada detalhe do modelo, que traz bancos em couro e aquele acabamento impecável. Mas o capricho já é comum quando se fala em BMW.

Ainda do lado de dentro, o assento traseiro tem capacidade para levar três pessoas. É o que a BMW chama de 4+1. Se bem que ali no meio, a posição pode ficar bastante desconfortável, principalmente para mulheres, que precisarão passar toda a viagem sem poder cruzar as pernas - a saída traseira de ar-condicionado fica bem acima do túnel central - um pouco incômodo.

PODEROSO

Embora o test-drive não tenha feito parte da programação de lançamento do 640i Gran Coupé, já dá para imaginar o que essa máquina é capaz de fazer quando é colocada à prova. O motor BMW TwinPower Turbo (já um velho conhecido do público) de seis cilindros em linha e 3,0 litros gera 320 cv. De acordo com Martin Fritsches, diretor de vendas da marca, o V8 de 450 cv ainda não será oferecido por aqui. "Mas tudo é uma questão de tempo."

Aliado ao bloco, a transmissão automática de oito velocidades dá conta do recado e auxilia o grandalhão (de 45,9 mkgf de torque entre 1.300 e 4.500 rpm) a chegar aos 100 km/h em pouco mais de cinco segundos. A máxima é de 250 km/h.

Função Auto Start/Stop e modo ECO PRO auxiliam na redução do consumo de combustível. A regeneração da energia de frenagem é outro mimo que vem de série, assim como as rodas com 19 polegadas, bancos de couro com ajustes elétricos, teto solar, sensores de estacionamento, câmera de ré com Top View, som Hi-Fi com entrada USB, bluetooth e sete alto-falantes. Destaque para o sistema de navegação com tela de 10,2 polegadas e HD de 12 GB, internet, BMW Apps e interface para smartphone. Também estão na lista os seis air bags, freios antitravamento com controle de estabilidade e tração, e faróis duplos de LED.

Entre os opcionais, o Pacote M, que deixa o carro com aspecto mais invocado, através de saias laterais e rodas de 20 polegadas, por exemplo. O Head Up Display (que exibe as informações do quadro de instrumentos no para-brisa) e outras opções de cores para o revestimento interno também fazem parte do pacote comprado a parte. No entanto, segundo os executivos da marca, os preços ainda não estão definidos. A meta é vender 50 unidades até o fim do ano.

Marca deposita esperanças na nova fábrica brasileira

De acordo com o diretor de vendas da BMW do Brasil, Martin Fritsches, em 2012 o Grupo BMW (BMW, Mini e Rolls Royce) vendeu 1.845.186 unidades em todo o mundo, o que denota crescimento de 10,6% em relação ao ano anterior.

No Brasil, o aumento de 30 pontos no IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) para veículos importados resultou no aumento de preço dos produtos da marca e, claro, na queda de vendas. A baixa foi de 38% no País.

"Para 2013, as expectativas são otimistas, pois temos condições de atender o Inovar-Auto através da construção da fábrica de Santa Catarina. Lá, além dos postos de trabalho, introduziremos novas tecnologias e novos fornecedores", disse Torben Karasek, presidente interino da BMW.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;