Fechar
Publicidade

Domingo, 23 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Telefonia lidera ranking de reclamações do Procon


André Vieira
Especial para o Diário

17/06/2008 | 07:02


O Procon de Santo André divulgou ontem o ranking com mais reclamações de clientes em 2007. Ao todo, foram protocoladas no órgão de defesa do consumidor 9.190 queixas contra 475 diferentes instituições. Dos 11 fornecedores mais protestados, sete prestam serviço ou estão diretamente ligados aos ramos de telefonia fixa ou móvel. A Telefônica é campeã com 81 reclamações levadas a audiência.

Do total de pedidos encaminhados ao órgão, 1.492 não foram resolvidos por omissão das empresas ou pelo oferecimento de proposta em desacordo com a solicitação do consumidor. Para tentar solucionar estes casos, o Procon convoca e, também media, encontro envolvendo cliente e instituição. "A audiência de tentativa de conciliação é o último recurso contra a empresa na esfera administrativa", explicou a gerente do Procon de Santo André Doroti Cavalini.

Segundo a gerente, queixas sobre ofertas não cumpridas lideram a lista de insatisfação. "Muitas vantagens oferecidas em promoções como Dia dos Namorados e Dia das Mães, por exemplo, não são garantidas depois pelos fornecedores", afirmou.

Juntas, Telefônica, Vivo, Tim, Embratel, Claro, Aiko e Siemens BenQ - as duas últimas também fabricantes de aparelhos celulares -, concentram cerca de 75% das 515 reclamações contra as empresas que lideram o rol.

Doroti acredita, porém, que os clientes estão se educando. "Os consumidores hoje são mais conscientes e sabem como buscar seus diretos", observou. Para ela, o comportamento das instituições ainda deixa muito a desejar. "Esperamos que as empresas resolvam com os clientes sem a interferência do Procon. Se é possível atender aos pedidos depois da realização de uma audiência, era possível atender antes", declarou. "De maneira geral, a prestação de serviço é ruim. O oferecimento dos produtos e as formas de pagamentos são facilitadas, mas para reclamar ou cancelar é preciso acionar o Procon", lamentou Doroti.(Supervisão de Samir Siviero)



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;