Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Timão está perto de redenção histórica

Corinthians pode ser a única equipe a conquistar a Copa do Brasil logo após ser rebaixado à Série B


Raphael Ramos
Do Diário do Grande ABC

11/06/2008 | 07:01


O Corinthians está a 90 minutos de consolidar a reabilitação mais impressionante e veloz de um clube no Brasil. O confronto das 21h50 de hoje, contra o Sport, na Ilha do Retiro, no Recife, pode transformar o Timão na única equipe do País a conquistar a Copa do Brasil logo na temporada seguinte ao vexame de ser rebaixada à Série B do Brasileiro. Globo, Sportv e Bandeirantes transmitem.

O máximo que um clube já conseguiu no torneio depois de ser rebaixado no Nacional foi um segundo lugar. Em 1994, o Ceará chegou à decisão contra o Grêmio, mas acabou derrotado pelos gaúchos.

O Corinthians entra no segundo jogo da decisão da Copa do Brasil com a vantagem de poder perder por até um gol de diferença graças à vitória por 3 a 1, semana passada, no estádio do Morumbi. Derrota por dois gols de diferença, desde que seja com o placar de 4 a 2 ou mais, também garante a terceira conquista da Copa do Brasil ao clube do Parque São Jorge - as outras duas taças foram arrebatadas fora de casa, feito que pode se repetir hoje à noite no Recife.

A história também está a favor do Timão. Nunca um clube conseguiu reverter no segundo jogo da decisão do torneio uma vantagem de dois gols. Outro fator positivo para o clube, que está longe de ser considerado um azarão, é que nos últimos anos as equipes de Série B que chegaram à final da Copa do Brasil diante de times da Série A ficaram com a taça na casa do rival. Foi assim com o Santo André, em 2004, e com o Paulista no ano seguinte.

MAIS ESTATÍSTICAS
Os números da equipe na atual edição da Copa do Brasil são de animar a Fiel: o Timão balançou as redes 26 vezes (média de 2,6 por partida) e levou dez gols. Como visitante, fez 14 gols em cinco jogos, quase 54% dos assinalados na competição. Outro número que conta a favor do Corinthians é o aproveitamento dos comandados de Mano Menezes fora de casa na Copa do Brasil, com 80% de aproveitamento dos pontos disputados.

Mano Menezes pode viver mais um dia especial no Recife

Mano Menezes volta à cidade que definitivamente o projetou como treinador. O gaúcho sabe que sempre em sua carreira terá que responder perguntas relacionadas à Batalha dos Aflitos, partida que garantiu o Grêmio de volta à Série A do Brasileiro, em 2005. Com quatro jogadores a menos, e depois de ter dois pênaltis contra, os gremistas venceram por 1 a 0 e garantiram o acesso e o título da Série B.

Nesta segunda batalha em Recife, desta vez disputada na Ilha do Retiro e não menos caldeirão do que o Aflitos, Mano pode conquistar seu primeiro título de relevância nacional na elite. Além da Série B de 2005, Mano tem dois outros no currículo: os campeonatos gaúchos de 2006 e 2007, sempre pelo Grêmio.

"Não acho que isso vá me projetar mais ou menos. Não será um título meu, mas do Corinthians. E tem sua importância por colocar o clube novamente no lugar que merece", disse o treinador.

Mano Menezes teve passagens por times pequenos do Rio Grande do Sul, como Guarani de Venâncio Aires e Brasil de Pelotas, até chegar ao 15 de Novembro de Campo Bom. Neste time desconhecido até então, conseguiu chegar a uma impressionante semifinal da mesma Copa do Brasil que pode ganhar hoje. E foi na derrota para o Santo André, que seria o campeão naquele ano, que aprendeu o que não pode ser feito na véspera de uma decisão.

"Vencemos em São Paulo por 4 a 3. Mas houve problema de negociação de premiação entre um jogo e outro e o time entrou desconcentrado. E quando você joga futebol pensando em outra coisa dá tudo errado", contou Mano Menezes.

Sport não cede ingressos e Corinthians teme violência

A liberação de 950 ingressos para o Corinthians revoltou a diretoria do clube, que não poupou críticas ao Sport e teme pela segurança de seus torcedores que desembarcarão no Recife para acompanhar a final da Copa do Brasil.

O presidente do Alvinegro,Andrés Sanchez, concedeu entrevista coletiva ontem à noite na capital pernambucano e afirmou que o Sport não cumpriu o Regulamento Geral das Competições da CBF, que determina que o clube visitante tem direito a 10% da carga de ingressos - 3.200 bilhetes. De acordo com o dirigente, o Sport ainda feriu o Estatuto do Torcedor, que manda que os ingressos devem ser comercializados com 72 horas de antecedência.

"Não estou pedindo favor para ninguém. É a lei", disse Andrés Sanchez. "O Corinthians vai tomar as medidas judiciais nas áreas cível, criminal e esportiva."

De acordo com o presidente, pelo menos 3.000 corintianos irão para Recife em caravanas oficiais (21 ônibus e quatro aviões fretados).

Assim, ele teme pela segurança daqueles que não conseguirão entrar na Ilha do Retiro. "Peço que o torcedor tenha calma e assista à partida no hotel ou em algum bar longe do estádio. Nossas vidas valem mais do que uma final de campeonato", afirmou.

As diretorias do Sport e da CBF não se pronunciaram sobre o caso.
Na semifinal contra o Botafogo, os cariocas reclamaram que o Corinthians não deu 10% dos ingressos para os visitantes. Sanchez se defendeu dizendo que o clube rival pediu apenas 500 entradas.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;