Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Fundo não será positivo, diz economista de banco alemão



16/05/2008 | 07:12


A criação de um Fundo Soberano no Brasil não é uma idéia positiva, avaliou o diretor executivo para mercados emergentes do banco alemão WestLB, Ricardo Amorim. Para ele, os recursos seriam melhor utilizados para a redução da dívida externa e investimentos em infra-estrutura e educação. "O Brasil não tem as condições ideais para que o fundo seja bem utilizado."

Na terça-feira, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou a implementação do fundo, que pode ser de até US$ 15 bilhões. O objetivo seria amenizar a queda do dólar, apoiar projetos estratégicos de empresas brasileiras no Exterior e exercer a função de poupança para eventuais momentos de crise.

Segundo Amorim, a criação do fundo também irá interferir no valor da taxa básica de juros. "Se ele (o fundo) for feito com o excedente do superávit primário, a Selic será reduzida. Porém, se não houver redução nos gastos do governo, a taxa aumentará."

Amorim comentou ainda sobre o grau de investimento recentemente concedido ao Brasil pela agência Standard & Poor's. Segundo ele, países que conseguem a classificação costumam ter aumento de investimento estrangeiro direto equivalente a 1,9% do PIB nos três anos seguintes. "No caso brasileiro, isso significaria dobrar o investimento direto, que passaria para US$ 65 bilhões no próximo ano."

"Os países que obtêm o grau de investimento costumam ter aceleração de crescimento de 1,3 ponto percentual do PIB. No Brasil significaria uma expansão média nos próximos três anos de 5,3%", disse Amorim. No entanto, o economista ressaltou: "Imagino que o crescimento será menor porque o momento da economia mundial não ajuda".



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;