Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 11 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Tricolor dorme e perde na estreia
na fase de grupos da Libertadores

Defesa falha e Ronaldinho faz assistências para gols da
vitória do Atlético-MG por 2 a 1 no Estádio Independência


Marco Borba
Do Diário do Grande ABC

14/02/2013 | 00:25


O São Paulo pouco viu a cor da bola, sobretudo no primeiro tempo, no Estádio Independência, em Belo Horizonte, e perdeu por 2 a 1 para o Atlético-MG, no primeiro jogo da fase de grupos da Libertadores. Agora, o Tricolor tem de buscar a reabilitação em casa diante do The Strongest (Bolívia), dia 28, no Morumbi. A Chave 3 conta ainda com o Arsenal Sarandi (Argentina). Paulistas e mineiros são favoritos às duas vagas que levam à próxima fase.

O Tricolor começou melhor. Encurtou os espaços, cercou Ronaldinho Gaúcho para evitar que o meia armasse e apertou a saída de bola. Só que a boa movimentação de Gaúcho, que trocava a todo instante de posição com Bernard, confundiu a zaga são-paulina.

Com toques rápidos e diversificando as jogadas, aos poucos o Galo dominou o jogo e, aos 12 minutos, chegou ao gol em total vacilo da defesa paulista. Após cobrança de lateral, Ronaldinho, que tomava água na área juntamente com Rogério Ceni, foi acionado, cruzou para a pequena área e Jô só completou (1 a 0). No intervalo, Gaúcho negou que o lance tenha sido ensaiado. Garantiu que foi casual.

O gol desestabilizou o São Paulo, que na sequência pouco criou e, em momento algum levou perigo à meta do goleiro Victor.

Do outro lado, o mandante seguiu firme e, aos 28, quase ampliou. Bernard deixou dois para trás e bateu cruzado. Rogério soltou, mas Diego Tardelli pegou a sobra e mandou para fora.

Após o intervalo, o São Paulo voltou um pouco melhor e esteve perto do empate em dois momentos. No melhor deles, em chute forte de Luís Fabiano, Victor fez boa defesa e evitou o empate, aos 22 minutos.

Ney Franco colocou Paulo Henrique Ganso para melhorar o passe no meio, já que Jadson passou em branco. Não foi feliz, porque logo em seguida, aos 27, o Atlético-MG fez o segundo. Ronaldinho deixou Wellington para trás, cruzou da direita e Revson cabeceou.

Mas, aos 38, a defesa deu espaço e Aloísio descontou (2 a 1). Aos 47, Ganso pegou livre, mas mandou fora, desperdiçando o empate.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;