Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 10 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Carros alegóricos ainda ocupam espaço nas avenidas


Andressa Dantas
Especial para o Diário

14/02/2013 | 07:00


O Carnaval acabou, mas as ‘heranças' da Folia continuam nas passarelas do samba. Em Santo André, na Avenida Firestone, e em São Bernardo, na Aldino Pinotti, carros alegóricos continuam nas vias, ocupando o espaço destinado aos veículos. As escolas responsáveis pelas alegorias serão penalizadas em 2014.

Ontem de manhã, a empresa SP Eventos desmontava as arquibancadas do desfile na Avenida Firestone, enquanto dois carros alegóricos da Mocidade Independente Cidade São Jorge, um deles com o pneu furado, permaneciam estacionados em uma das faixas.

Para os moradores da região, alegorias abandonadas nas ruas e praças não são novidade. "Ano passado teve carro que ficou aqui na porta da minha casa por dois meses. É incômodo para nós. Estruturas assim sempre reúnem baderneiros e até mesmo moradores de rua. Tem de ser feita alguma coisa", reclamou o bicicleteiro Romeu Lopes, 74.

De acordo com a diretoria da Uesa (União das Escolas de Samba de Santo André), as agremiações que não retiraram as alegorias do sambódromo são penalizadas na próxima competição. É dado prazo de 48 horas após o desfile para que a remoção seja feita. As que descumprirem o prazo terão a verba do próximo ano comprometida.

Em São Bernardo, motoristas dividem trecho da Aldino Pinotti com sete alegorias até domingo. A Super Liga, que reúne as agremiações da cidade, estabelece que as escolas sejam punidas de deixarem as estruturas no local por mais de sete dias, a contar da data do desfile.

"Para cada dia de atraso será descontado um ponto na apuração do próximo ano. O trânsito não está sendo afetado e as escolas estão dentro das normas estabelecidas", comentou o presidente da entidade, José Laelson de Oliveira, o Leo.

 

LIMPEZA

Apesar de as alegorias terem sido ‘esquecidas' nos sambódromos, não havia acúmulo de lixo nas vias.

O Semasa (Saneamento Ambiental de Santo André) informou que foram disponibilizados oito contêineres metálicos com capacidade para 1,2 m³ de resíduos e três contêineres de PVC com capacidade para 1 m³ de resíduos, durante o Carnaval, e o recolhimento dos resíduos destes equipamentos era diário.

A Prefeitura de São Bernardo não respondeu a solicitação até o fechamento desta edição.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;