Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 26 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Modelo de vida sem excessos afasta problemas cardiovasculares

Andréa Iseki/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Cardiologista do Hospital Brasil, Flávio Borelli palestrou para estudantes de São Bernardo


Natália Fernandjes
Do Diário do Grande ABC

18/09/2014 | 07:00


Motivar os jovens a aderir a um modelo de vida mais saudável para prevenir doenças cardiovasculares foi a missão do coordenador do setor de cardiologia do Hospital Brasil, da Rede D’or, Flávio Borelli, durante palestra ministrada a 220 estudantes da EE João Ramalho, em São Bernardo, na manhã de ontem. Durante cerca de uma hora, o especialista apresentou aos alunos do 2º e 3º ano do Ensino Médio (com idade entre 15 e 18 anos) inúmeros motivos para afastar da rotina maus hábitos como o tabagismo, excesso de sódio, gordura e álcool.

A apresentação é a segunda de 14 que serão realizadas em duas escolas de cada uma das sete cidades na oitava edição do Desafio de Redação. “O interesse que eles (jovens) têm em ter uma vida saudável chama atenção. Acredito que quase a totalidade deles vai repensar suas atitudes, principalmente em relação ao cigarro e às bebidas”, ressalta o especialista.

A indicação de novo modelo de vida aos jovens é simples. De acordo com o médico, basta diminuir a periodicidade da ingestão de fast food e alimentos gordurosos e não acrescentar mais sal que o já inserido na preparação dos alimentos à refeição. “Uma vida sedentária contribui para o excesso de peso e, consequentemente, para o aumento da pressão arterial e surgimento de doenças”, destaca Borelli.

Exemplo de estudante que passou a questionar suas atitudes a partir da palestra é Isacc Teixeira da Silva Júnior, 16. O aluno do 2º ano do Ensino Médio é fumante há dois anos e questionou o especialista sobre os malefícios do cigarro associado à prática de atividades físicas. Depois de ouvir do cardiologista exemplos de jogadores de futebol, como Sócrates, que tinha parte atlética comprometida em razão do vício, o jovem reforçou a intenção de deixar de fumar. “Já consegui reduzir a quantidade, mas a meta é parar. Faço circo aéreo, dança, luta e ciclismo”, diz.

No caso do aluno do 3º ano do Ensino Médio Rodrigo Garcia, 17, a preocupação é com os exageros. “Pessoas magras, como eu, acabam ingerindo mais gordura e porcarias. Vou diminuir a quantidade de carne gordurosa”, promete.

O Desafio de Redação é promovido pelo Diário, correalizado pela USCS (Universidade Municipal de São Caetano) e tem apoio da Ecovias, Hospital Brasil e Positivo.

Palestra enfatiza prevenção de DSTs

A EE Prefeito Engenheiro Celso Augusto Daniel, no Jardim Santo André, em Santo André, recebe na tarde de hoje, às 14h, o terceiro dia de palestras da oitava edição do Desafio de Redação. A ginecologista e obstetra do Hospital Brasil, da Rede D’or, Jannifer Sewruk Trizi será a responsável pela apresentação de aproximadamente uma hora aos estudantes.

A proposta é alertar para a importância da prática de hábitos saudáveis desde a infância e juventude para evitar problemas futuros e ter qualidade de vida.

A especialista destaca que escolheu abordar tema básico, mas inerente aos jovens: prevenção de DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis), como HPV (Papilomavírus Humano), sífilis e Aids. “A ideia é estimular os estudantes a refletir. Sempre uso a tática de mostrar a eles quais são os prejuízos que podem ser causados a partir do descuido.”

O uso do preservativo durante qualquer relação sexual é a maneira mais eficaz de se prevenir as DSTs, ressalta a ginecologista e obstetra.

Outro tema que estará presente no encontro, dessa vez mais voltado às meninas, é o uso das pílulas contraceptivas. “A gente prefere focar na prevenção para que não tenhamos casos de gravidez indesejada”, comenta.

Tema abrangente traz inúmeras possibilidades aos participantes

Qualidade de vida hoje. Saúde no futuro. O tema do Desafio de Redação oferece inúmeras possibilidades aos participantes, ao menos para os alunos de São Caetano que fizeram as provas ontem.

Mesmo estimulados a pensar no assunto sob um ponto de vista em comum, estudantes da Emef Angelo Raphael Pellegrino escreveram diversos aspectos do tema. A aluna Viviane Passerine, 13 anos, do 7º ano do Ensino Fundamental, resolveu focar na questão da Saúde. “A Saúde está péssima. Precisamos esperar meses para marcar consulta, fazer cirurgia, e muitas pessoas acabam morrendo por isso.”

A proposta de discussão do aluno do 6º ano do Ensino Fundamental Lucas Martins, 11, surpreendeu. “Escrevi sobre gravidez na adolescência, porque a gente lê e vê reportagens sobre isso. Crianças que dependem dos pais com filho para criar. Isso afeta a qualidade de vida e prejudica o futuro.”

Para a coordenadora pedagógica Margarete Regina Giudilli, os jovens estão acostumados a trabalhar vários assuntos. “Eles discutem em sala de aula e realizam projetos. É comum estimularmos os alunos para que tenham olhares diferentes sobre o mesmo tema.” (Renata Rocha – Especial para o Diário) 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;