Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 13 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Zé Gustavo nega influência de Malafaia em campanha

André Henriques/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Postulante a deputado federal de São Paulo
quer aproximar o Congresso da população


Renato Gerbelli
Especial para o Diário

17/09/2014 | 07:51


Único representante de Marina Silva (PSB) a deputado federal em São Paulo, Zé Gustavo (PSB) negou a influência do pastor Silas Malafaia na candidatura da ex-senadora. No fim de agosto, Marina mudou a parte de seu plano de governo que defendia o casamento gay e a criminalização da homofobia logo após críticas do religioso.

“O texto (sobre os direitos dos homossexuais) foi um conjunto de debates de pessoas dos mais diversos interesses. Na hora da publicação, aconteceu erro e foi colocado o texto proposto apenas pelo grupo LGBT. O pastor surfou na onda. O texto foi publicado, ele leu e fez aquele comentário, mas nós já tínhamos detectado o erro e iríamos mudar. Esse senhor não tem nenhuma influência na campanha da Marina”, declarou Zé Gustavo, que tem 24 anos e é candidato pela primeira vez.

O pupilo de Marina também defendeu a “nova forma” de fazer política da Rede Sustentablidade, partido que ainda não tem registro no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e que ambos vão migrar assim que for regularizado.

“Estamos criando nova política que constrói em vez de destruir. Hoje, o marqueteiro plastifica o candidato para falar o que a população quer segundo pesquisas de mercado. Nós, porém, afirmamos quem verdadeiramente somos e o que queremos para o Brasil. A política do século 21 é essa: a que apresenta propostas”, afirmou o socialista, que ontem esteve na sede do Diário.

Principal projeto de Zé Gustavo é a implantação dos codeputados, espécie de conselheiros dos parlamentares. “Na teoria, cada deputado federal em São Paulo representa cerca de 650 mil pessoas, e isso é inviável. Então queremos ampliar a representação do povo na forma de codeputados, que são lideranças de várias regiões. Eles passar demandas e cobrar os deputados. A ideia é aproximar a população do congresso por meio dos codeputados”, explicou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Zé Gustavo nega influência de Malafaia em campanha

Postulante a deputado federal de São Paulo
quer aproximar o Congresso da população

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, acesse com:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;