Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 12 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Diadema celebra Nossa Senhora dos Navegantes

Tiago Silva/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Eliane de Souza
Do Diário do Grande ABC

04/02/2013 | 07:00


Procissões náuticas e terrestres e missa campal marcaram a Festa de Nossa Senhora dos Navegantes, ontem, no bairro Eldorado, em Diadema. A programação religiosa começou às 9h30, em dois pontos da cidade, com missa na Paróquia Nossa Senhora dos Navegantes e saída de cortejo fluvial com a imagem da santa do Acampamento dos Engenheiros, na Represa Billings. O prefeito Lauro Michels (PV) também acompanhou a comitiva.

As duas procissões se encontraram no Ponto Certo,
braço da Billings, e seguiram novamente para a igreja. Segundo a Guarda Civil Municipal, quase 2.000 fiéis acompanharam o cortejo.

A multidão empunhava flores e bandeiras coloridas e cantava em louvor à santa. O ponto alto da celebração foi a missa na Paróquia, que neste ano completa 60 anos. Os fiéis receberam bênção em homenagem a São Brás (santo protetor da garganta) e comemoraram o dia da santa com bolo de 18 metros. A festa seguiu com apresentações musicais em frente à igreja durante toda a tarde. O encerramento ficou por conta do grupo de pagode Katinguelê.

DEVOÇÃO
A devoção a Nossa Senhora dos Navegantes no bairro Eldorado teve início em 1953, quando os primeiros moradores construíram capela para levar proteção a todos os frequentadores da Represa Billings. A partir daí é que começou a tradição de se realizar uma procissão náutica e terrestre em homenagem à santa, sempre no dia 2 de fevereiro. Nossa Senhora dos Navegantes é um título dado a Maria, Mãe de Jesus.

Os primeiros devotos da santa foram os navegadores portugueses, em meados do século 15.

Em 1978 a represa foi afetada pelo bombeamento de água do Rio Pinheiros, resultando na poluição do manancial. Por conta disso, os moradores resolveram suspender o evento.

Após 18 anos, o padre Odair Ângelo Agostín retomou a tradição. A dona de casa Camila Ruiz, 49 anos, acompanha a festa desde a década de 1970.

"São muitos os milagres que Nossa Senhora dos Navegantes já realizou na minha vida. Se fosse enumerar todos, ficaria aqui até amanhã. A última graça foi conceder um emprego para o meu filho", conta a religiosa.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diadema celebra Nossa Senhora dos Navegantes

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, acesse com:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;