Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 14 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Pedro Tobias defende intervenção de Sto.André e Ribeirão


Bruno Coelho
Do Diário do Grande ABC

02/02/2013 | 07:33


O presidente do PSDB paulista, deputado estadual Pedro Tobias, enfatizou o desejo de dissolução dos diretórios tucanos de Santo André e de Ribeirão Pires, comandados por Ricardo Torres e Marcus Tibério, respectivamente. As executivas não tiveram êxito para eleger vereadores. A cúpula estadual do tucanato deve tomar decisão sobre os casos em 18 de fevereiro.

A intervenção nas cúpulas andreense e ribeirão-pirense foi discutida na direção estadual no fim de novembro, mas a executiva, formada por 18 componentes, decidiu dar prazo para a coordenação regional preparar o relatório de defesa dos diretórios. "Agora que recebemos o relatório, a executiva estadual vai avaliá-lo. Minha opinião é que deveria ocorrer intervenção", salientou Tobias.

Mesmo desejando a destituição e sendo presidente da legenda no Estado, Tobias terá de convencer os outros 17 integrantes da executiva do PSDB a terem o mesmo posicionamento de dissolver os dois comandos municipais. Caberá ao grupo dar o parecer, após ler o relatório enviado pela coordenação regional sobre a mudança partidária

Para integrantes do diretório estadual, a intervenção nos dois municípios, faltando menos de dois meses para as convenções locais, apenas vai gerar maior desgaste ao tucanato paulista. O PSDB de Ribeirão Pires terá pleito interno em 17 de março, enquadrando-se nas cidades com quantidade inferior a 500 mil eleitores. Por sua vez, Santo André e São Bernardo passarão por eleições no dia 24, por terem mais de 500 mil eleitores.

Sem coordenador regional desde junho de 2012, com o desligamento do deputado federal William Dib (PSDB) da função, o presidente do PSDB de Mauá, Márcio Canuto, ficou responsável de elaborar a peça de defesa dos correligionários. "Em março temos convenções e caberá à própria militância responder se os respectivos diretórios devem permanecer ou não. A intervenção tem de haver onde o partido está a serviço do PT."

Desde 1988, ano de criação do PSDB, o tucanato elegeu vereadores em todos os pleitos em Santo André, passando em branco apenas na eleição passada com o fracasso na busca de reeleição dos parlamentares Marcelo Chehade e Marcos da Farmácia. Em Ribeirão Pires, a sigla tinha representatividade no Legislativo local desde 1996, mas novamente não terá cadeira no Parlamento municipal.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Pedro Tobias defende intervenção de Sto.André e Ribeirão

Bruno Coelho
Do Diário do Grande ABC

02/02/2013 | 07:33


O presidente do PSDB paulista, deputado estadual Pedro Tobias, enfatizou o desejo de dissolução dos diretórios tucanos de Santo André e de Ribeirão Pires, comandados por Ricardo Torres e Marcus Tibério, respectivamente. As executivas não tiveram êxito para eleger vereadores. A cúpula estadual do tucanato deve tomar decisão sobre os casos em 18 de fevereiro.

A intervenção nas cúpulas andreense e ribeirão-pirense foi discutida na direção estadual no fim de novembro, mas a executiva, formada por 18 componentes, decidiu dar prazo para a coordenação regional preparar o relatório de defesa dos diretórios. "Agora que recebemos o relatório, a executiva estadual vai avaliá-lo. Minha opinião é que deveria ocorrer intervenção", salientou Tobias.

Mesmo desejando a destituição e sendo presidente da legenda no Estado, Tobias terá de convencer os outros 17 integrantes da executiva do PSDB a terem o mesmo posicionamento de dissolver os dois comandos municipais. Caberá ao grupo dar o parecer, após ler o relatório enviado pela coordenação regional sobre a mudança partidária

Para integrantes do diretório estadual, a intervenção nos dois municípios, faltando menos de dois meses para as convenções locais, apenas vai gerar maior desgaste ao tucanato paulista. O PSDB de Ribeirão Pires terá pleito interno em 17 de março, enquadrando-se nas cidades com quantidade inferior a 500 mil eleitores. Por sua vez, Santo André e São Bernardo passarão por eleições no dia 24, por terem mais de 500 mil eleitores.

Sem coordenador regional desde junho de 2012, com o desligamento do deputado federal William Dib (PSDB) da função, o presidente do PSDB de Mauá, Márcio Canuto, ficou responsável de elaborar a peça de defesa dos correligionários. "Em março temos convenções e caberá à própria militância responder se os respectivos diretórios devem permanecer ou não. A intervenção tem de haver onde o partido está a serviço do PT."

Desde 1988, ano de criação do PSDB, o tucanato elegeu vereadores em todos os pleitos em Santo André, passando em branco apenas na eleição passada com o fracasso na busca de reeleição dos parlamentares Marcelo Chehade e Marcos da Farmácia. Em Ribeirão Pires, a sigla tinha representatividade no Legislativo local desde 1996, mas novamente não terá cadeira no Parlamento municipal.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;