Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 9 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Região tem empate técnico entre Suplicy e José Serra

Ricardo Trida/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Senador leva vantagem numérica de 1,2 ponto
percentual e vê tucano recuar em S.Caetano


Gustavo Pinchiaro
Do Diário do Grande ABC

14/09/2014 | 07:00


O senador Eduardo Suplicy (PT) e o ex-governador José Serra (PSDB) continuam tecnicamente empatados na eleição para a vaga de São Paulo no Senado entre os eleitores do Grande ABC.

Segunda rodada de sondagem de intenções de voto do DGABC Pesquisas, encomendada pelo Diário, na região, mostra evolução de 4 pontos percentuais do candidato petista, que agora lidera numericamente a corrida com 30,5%. Serra sobe dois pontos percentuais, tem 29,3% e está 1,2 ponto percentual atrás do adversário. Números coletados em julho mostraram o tucano com 0,8 ponto percentual de vantagem a Suplicy com seguinte placar: 27,3% a 26,5%. A margem de erro é de 1,9 ponto percentual.

O terceiro colocado na corrida é o ex-prefeito da Capital Gilberto Kassab (PSD), que registra crescimento de 5,4% para 7,1%. O pessedista continua com dificuldade de despolarizar a disputa.

Ana Luiza (PSTU) é lembrada por 2,3% e Marlene Campos Machado (PTB) é citada por 0,8%. Senador Flaquer (PRTB) tem 0,4%, enquanto Fernando Lucas (PRP), Edmilson Costa (PCB), Kaká Werá (PV) e Juraci Garcia (PCO) alcançam 0,3%. Brancos e nulos são 18% e 10,4% não souberam responder.

ENTRE CIDADES
Em comparação aos dados de julho, Suplicy passou a levar vantagem em Santo André e venceria também em São Bernardo e Diadema. O tucano mantém liderança nos demais municípios, mas perdeu espaço em São Caetano, principal reduto do PSDB na região, e em Mauá, cidade identificada com o PT.

Em Santo André, município administrado por Carlos Grana (PT), que detém o segundo maior colégio eleitoral, com 557.513 votantes na região, Suplicy evoluiu de 25,5% para 32,3%. Serra cresceu de 25,7% para 30,6%, porém, perdeu a dianteira na cidade.

Ambos cresceram 3,8 pontos percentuais no maior colégio eleitoral do Grande ABC, São Bernardo, que tem 590.220 eleitores. Suplicy foi de 28,1% para 31,9% e o tucano saltou de 25,2% a 29%.

O atual senador registrou crescimento acentuado de 9,8 pontos percentuais em São Caetano: saiu de 21% da divulgação de julho e passou para 30,8%. Serra evoluiu 4,3 pontos percentuais, de 35% a 39%, liderando com folga.

Diadema mostrou tendência favorável ao candidato do PT, que foi de 29,5% para 31,3%. O ex-governador retraiu 2,2 pontos e passou de 27% para 24,8%. A cidade é administrada por Lauro Michels (PV), mas ficou 30 anos ininterruptos sob a tutela de gestões petistas.

Em Mauá, cidade comandada pelo petista Donisete Braga, Suplicy reduziu a vantagem de Serra, entretanto ainda enfrenta dificuldade para se firmar. O tucano recuou de 30,3% para 26,3%, enquanto o petista foi de 25,8% a 24,8%.

Diante dos eleitores de Ribeirão Pires, Serra ampliou vantagem de 3,7 pontos percentuais para 5 pontos. O placar local atual é de 32% a 27%. O ex-governador paulista também aumentou o prestígio entre o eleitorado de Rio Grande da Serra, abrindo 16 pontos de distância: 42% a 26%.

A sondagem foi realizada entre segunda e quinta-feira, consultando 2.800 pessoas nas sete cidades. O levantamento está registrado no TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo) sob o número SP-00030/2014.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Região tem empate técnico entre Suplicy e José Serra

Senador leva vantagem numérica de 1,2 ponto
percentual e vê tucano recuar em S.Caetano

Gustavo Pinchiaro
Do Diário do Grande ABC

14/09/2014 | 07:00


O senador Eduardo Suplicy (PT) e o ex-governador José Serra (PSDB) continuam tecnicamente empatados na eleição para a vaga de São Paulo no Senado entre os eleitores do Grande ABC.

Segunda rodada de sondagem de intenções de voto do DGABC Pesquisas, encomendada pelo Diário, na região, mostra evolução de 4 pontos percentuais do candidato petista, que agora lidera numericamente a corrida com 30,5%. Serra sobe dois pontos percentuais, tem 29,3% e está 1,2 ponto percentual atrás do adversário. Números coletados em julho mostraram o tucano com 0,8 ponto percentual de vantagem a Suplicy com seguinte placar: 27,3% a 26,5%. A margem de erro é de 1,9 ponto percentual.

O terceiro colocado na corrida é o ex-prefeito da Capital Gilberto Kassab (PSD), que registra crescimento de 5,4% para 7,1%. O pessedista continua com dificuldade de despolarizar a disputa.

Ana Luiza (PSTU) é lembrada por 2,3% e Marlene Campos Machado (PTB) é citada por 0,8%. Senador Flaquer (PRTB) tem 0,4%, enquanto Fernando Lucas (PRP), Edmilson Costa (PCB), Kaká Werá (PV) e Juraci Garcia (PCO) alcançam 0,3%. Brancos e nulos são 18% e 10,4% não souberam responder.

ENTRE CIDADES
Em comparação aos dados de julho, Suplicy passou a levar vantagem em Santo André e venceria também em São Bernardo e Diadema. O tucano mantém liderança nos demais municípios, mas perdeu espaço em São Caetano, principal reduto do PSDB na região, e em Mauá, cidade identificada com o PT.

Em Santo André, município administrado por Carlos Grana (PT), que detém o segundo maior colégio eleitoral, com 557.513 votantes na região, Suplicy evoluiu de 25,5% para 32,3%. Serra cresceu de 25,7% para 30,6%, porém, perdeu a dianteira na cidade.

Ambos cresceram 3,8 pontos percentuais no maior colégio eleitoral do Grande ABC, São Bernardo, que tem 590.220 eleitores. Suplicy foi de 28,1% para 31,9% e o tucano saltou de 25,2% a 29%.

O atual senador registrou crescimento acentuado de 9,8 pontos percentuais em São Caetano: saiu de 21% da divulgação de julho e passou para 30,8%. Serra evoluiu 4,3 pontos percentuais, de 35% a 39%, liderando com folga.

Diadema mostrou tendência favorável ao candidato do PT, que foi de 29,5% para 31,3%. O ex-governador retraiu 2,2 pontos e passou de 27% para 24,8%. A cidade é administrada por Lauro Michels (PV), mas ficou 30 anos ininterruptos sob a tutela de gestões petistas.

Em Mauá, cidade comandada pelo petista Donisete Braga, Suplicy reduziu a vantagem de Serra, entretanto ainda enfrenta dificuldade para se firmar. O tucano recuou de 30,3% para 26,3%, enquanto o petista foi de 25,8% a 24,8%.

Diante dos eleitores de Ribeirão Pires, Serra ampliou vantagem de 3,7 pontos percentuais para 5 pontos. O placar local atual é de 32% a 27%. O ex-governador paulista também aumentou o prestígio entre o eleitorado de Rio Grande da Serra, abrindo 16 pontos de distância: 42% a 26%.

A sondagem foi realizada entre segunda e quinta-feira, consultando 2.800 pessoas nas sete cidades. O levantamento está registrado no TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo) sob o número SP-00030/2014.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;