Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 14 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Heloisa Périssé chega à região com sua 'dramédia'

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Em ‘E Foram, Quase, Felizes para Sempre’ atriz discute dificuldades de relacionamento


Daniel Tossato
Especial para o Diário

12/09/2014 | 07:00


 No papel de roteirista e atriz, Heloisa Périssé estreia na região seu primeiro monólogo. E Foram, Quase, Felizes para Sempre será apresentado amanhã no Teatro Paulo Machado de Carvalho, em São Caetano, e no domingo no Teatro Lauro Gomes, em São Bernardo. Os ingressos custam entre R$ 40 e R$ 80 e podem ser comprados na bilheteria local ou pelos sites Compre Ingressos (www.compreingressos.com) e Bilheteria Express (www.bilheteriaexpress.com.br).

A peça conta a história da escritora Letícia Santana, que viaja durante um ano e meio em busca dos melhores locais destinados a casais. Mas, por se dedicar demais ao projeto, vê seu casamento ruir, sendo descartada pelo marido. Definido por Périssé como dramédia (mistura de drama e comédia), o espetáculo – escrito pela própria atriz – retrata o quão difícil é terminar uma relação a dois. “Tento expressar como são os relacionamentos tipo chiclete, que vão e voltam. Na verdade, acaba sendo a história da maioria das pessoas”, esmiuça ao Diário.

Heloisa desdobra-se em 15 papéis diferentes para contar o drama de Lele. Ela encarna uma terapeuta, integrantes da família e até o companheiro que a abandona. “Os personagens foram surgindo conforme fui escrevendo o roteiro. Quando vi, já eram 15”, conta a comediante. Pode parecer muita coisa, mas Périssé demonstra que já controla o ritmo da verdadeira maratona que é a troca de personagens. “É preciso ter muita atenção na hora em que vão entrando em cena, mas no fim sempre corre tudo bem”.

O desafio de estrear seu primeiro monólogo não parece assustar a protagonista, que já tinha encenado uma peça nos mesmos moldes com a amiga e também atriz, Ingrid Guimarães. Na montagem, só as duas atuavam, intercalando-se em cena algumas vezes. Mais do que um desafio, a chance de escrever e atuar sozinha é antigo desejo de Heloisa. “Fazer este monólogo é a realização de um sonho de muito tempo. Sempre tive a vontade de fazer algo assim e consegui”, relata a atriz emocionada.

Sobre a receptividade da região, Heloisa Périssé – que é a dona de casa Beatriz na novela Boogie Oogie, da Rede Globo, e que comemora 25 anos de carreira este ano – tem certeza que será positiva. “O povo de São Paulo gosta de teatro e no Grande ABC não é diferente. Já estive aí e sempre fui muito bem recebida”.

E Foram, Quase, Felizes para Sempre – Teatro. Amanhã, às 21h, no Teatro Paulo Machado de Carvalho (Alameda Conde de Porto Alegre, 840), em São Caetano. Domingo, às 18h, no Teatro Lauro Gomes (Rua Helena Jacquey, 171), em São Bernardo. Ingressos: R$ 40 a R$ 80.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;