Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 20 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Balé de cegos surpreende com novo espetáculo

Divulgação  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Companhia de Fernanda Bianchini apresenta coreografias inéditas amanhã, em São Paulo


Marcela Munhoz
Especial para o Diário

05/09/2014 | 07:00


Há 18 anos, a são-caetanense Fernanda Bianchini realizou o sonho de criar uma ONG para ensinar pessoas cegas a dançar balé. Desde então, centenas de bailarinos concretizam seus próprios desejos de subir no palco e ouvir os aplausos da plateia. É com a mesma dedicação e emoção de sempre que, amanhã, às 17h, a companhia apresenta novo espetáculo no teatro do colégio Santa Cruz, em São Paulo.

Balé de Cegos Fernanda Bianchini terá três atos distintos: Divertissement, Paquita e algumas coreografias de O Corsário. No elenco, 65 bailarinos se revezam em cena. “Vai ser uma apresentação muito especial, com várias coreografias novas”, conta a idealizadora do projeto e professora, Fernanda Bianchini.

Ela destaca no programa o primeiro pas de deux de duas alunas adolescentes. “Essas meninas começaram bem novinhas na companhia. Vê-las crescer e chegar a esse nível é ótimo, me deixa extremamente feliz.” As crianças mais novas também têm espaço garantido no espetáculo. “Estão muito empolgadas”, revela.

Fernanda lembra que uma das montagens contará com bailarinos de diferentes deficiências, incluindo artistas com síndrome de Down, cadeirantes e cegos. “Nossa escola reserva 60% das vagas para deficientes visuais, 30% para outras deficiências e 10% para quem não tem nenhuma. A ideia é a de inclusão”, comenta.

O estúdio de dança para cegos fica na Vila Mariana, em São Paulo, e recebe hoje 105 alunos, com capacidade para atender mais, segundo Fernanda. “O grande problema é que não contamos com o apoio do governo. Nossa maior dificuldade é manter a ONG”, diz a diretora, que convida os amantes da dança. “Para entrar no elenco basta apenas ter muita força de vontade e amor à arte.”

Alguns bailarinos que se formaram na companhia, ressalta a diretora da escola, trabalham com a dança. “Uma das minhas alunas, que ainda está comigo, faz parte de grupo profissional de cegos. Ela, inclusive, dança em empresas durante palestras motivacionais. Fico muito feliz de ver que as coisas estão dando certo”, conclui.

Balé de Cegos Fernanda Bianchini – Dança. Amanhã, às 17h. Teatro do colégio Santa Cruz – Rua Orobó, 277, São Paulo. Ing.: R$ 10 e R$ 20.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;