Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Bienal do Livro espera receber 700 mil visitantes



22/08/2014 | 14:57


Uma leitura feita pela atriz Fernanda Montenegro de trechos dos sermões de Santa Catarina, de Santo Antônio e do Bom Ladrão, de Padre Antonio Vieira, intercalada com a apresentação do Conjunto de Música Antiga da USP, abriu nesta sexta-feira, 22, a Bienal Internacional do Livro de São Paulo, uma maratona cultural em torno do livro. Até o dia o dia 31, são esperadas 700 mil pessoas no Anhembi.

Karine Pansa, em sua última Bienal à frente da Câmara Brasileira do Livro, destacou, em seu discurso, a visita de 120 alunos de duas mil escolas e o Vale Cultura, que poderá ser usado para comprar ingresso ou livros durante o evento, entre outros pontos.

Este ano, virão 25 alunos da rede municipal de ensino, e a Prefeitura de São Paulo deu a eles vales no valor de R$ 10. Os alunos da rede estadual não ganharam o benefício este ano.

Para o ministro da Educação Henrique Paim, há duas pontas a serem resolvidas com relação a educação: a infantil e o ensino médio. Ele destacou os avanços conquistados com a implementação de bibliotecas nas escolas e também o Programa Nacional do Livro para o Professor, para a formação do corpo docente.

A ministra Marta Suplicy fez uma homenagem "aos grandes nomes das letras que nos deixaram este ano". Ela se referia a João Ubaldo Ribeiro, Rubem Alves e Ariano Suassuna, autores que não estão sendo homenageados formalmente pela organização. A justificativa foi que a programação já estava fechada quando eles morreram.

A ministra comentou, ainda, sobre a participação do País em eventos internacionais. Em 2015, o Brasil será homenageado no Salão de Livro de Paris que, ao contrário das feiras de Frankfurt e Bolonha, que tiveram o país como convidado de honra em 2013, é aberta ao público - e não só para o mercado editorial. A escritora e idealizadora do Fórum das Letras de Ouro Preto, Guiomar de Grammont, será a curadora da participação brasileira.

Marta Suplicy deixou um recado para a plateia: "Vocês vão ter que trabalhar bastante agora que os cinemas entraram no Vale Cultura". Se antes 90% do gasto do brasileiro com o Vale Cultura era com livros, jornais em revistas, hoje esse percentual caiu para 82%.

Orçada em R$ 34 milhões, a feira promoverá 400 atrações para todas as idades e gostos - de encontros com autores best-sellers como Ken Follett, Kiera Cass, Thalita Rebouças e Ziraldo a debates sobre assuntos atuais, como os 50 anos do golpe militar e as recentes manifestações populares.

Participam, este ano, 186 autores brasileiros e 22 estrangeiros. Isso sem contar a programação que as editoras organizam em seus estandes.

R$ 4 milhões investidos em Paris

Escritora, idealizadora do Fórum das Letras de Ouro Preto e ex-editora de literatura brasileira do Grupo Record, Guiomar de Grammont foi oficializada nesta como responsável pela programação brasileira do Salão do Livro de Paris, que homenageará o Brasil no ano que vem. É a segunda vez da historiadora à frente do evento - ela também foi curadora em 2009.

A primeira reunião para definir critérios de escolha dos autores que serão levados à capital francesa - assunto sempre polêmico - será realizada no sábado, disse a ministra Marta Suplicy na abertura da Bienal do Livro de São Paulo.

Esta será a quarta participação expressiva do País como convidado de feiras internacionais. Na primeira, em 2012, em Bogotá, Guiomar já foi a curadora. Depois vieram Frankfurt e Bolonha, e a crítica à época foi que o mercado editorial, um dos maiores beneficiados com a ida a esses eventos, não estava dividindo a conta das despesas com o governo federal.

"Não queremos gastar tanto agora", disse a ministra. Segundo Suplicy, devem ser investidos R$ 4 milhões ante os R$ 18 milhões gastos com a ida a Frankfurt. A ministra disse que R$ 1 milhão já está garantido por patrocinadores.

Abertura

A Bienal do Livro de São Paulo começa nesta sexta-feira, 22, para profissionais do mercado editorial e no sábado, 23, para o público. Até o dia 31, os visitantes poderão conferir os lançamentos das principais editoras brasileiras, garantir um autógrafo e participar das atividades culturais. A programação está em www.bienaldolivrosp.com.br.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;