Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Treinadores da região apostam na Alemanha

Ricardo Trida/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Para eles, conjunto germânico tem vantagem sobre individualidade de Messi


Renato Gerbelli
Especial para o Diário

13/07/2014 | 07:00


A seleção alemã chegou ao Brasil como uma das favoritas ao título da Copa do Mundo. Após a goleada sobre o Brasil, por 7 a 1, na fase semifinal, os germânicos ganharam ainda mais prestígio. Para os treinadores da região, é unânime que os tricampeões mundiais vão faturar o tetra, hoje à tarde, no Maracanã, contra a Argentina. “Aposto na Alemanha. Não pelo placar diante do Brasil, mas pelo que fez na Copa. Eles (jogadores) mostraram bom futebol, mas com certeza vão encontrar uma Argentina com o sistema defensivo bem montado”, afirmou o técnico do Santo André, Ivan Izzo.

“Desde o início, acreditava na Alemanha. Era a equipe mais organizada e vem com planejamento de muitos anos. Acho que a Argentina é igual ao Brasil, vai jogar na raça e superação. Os europeus têm mais disciplina tática. O psicológico também fará diferença. A Argentina está no lucro, não tem responsabilidade. Já a Alemanha vai jogar com o peso do favoritismo”, acrescentou o comandante do São Bernardo, Edson Boaro.

Nem mesmo a presença de Messi, craque argentino e eleito por quatro vezes o melhor jogador do mundo, fez os treinadores mudarem de ideia. “É um jogo equilibrado. Mas acredito na Alemanha pelo que vem apresentando. A Argentina é um time aplicado taticamente e tem um gênio que é o Messi, mas acho difícil de bater o forte conjunto germânico”, opinou Sérgio Soares, técnico do Ceará, com passagens por Santo André e São Caetano. “É um grande jogador contra um grupo. A Alemanha não tem atletas como o Messi, mas um grupo bom. Um jogador complementa o outro”, concordou Boaro.

Para a Argentina conquistar a vitória e consequentemente o título, os técnicos indicaram apenas um caminho para encurtar os espaços dos germânicos, citando o exemplo do jogo contra a Argélia. “A Argentina não vai se expor e tentará explorar erro do adversário. Vai jogar por uma bola e depender das jogadas individuais do Messi. Os alemães, com espaço, têm qualidade para atuar, então os argentinos vão encurtar, assim como a Argélia fez e trouxe dificuldades a eles”, previu Izzo. “Os argentinos vão entrar marcando alto, pois a Alemanha mostrou dificuldades quando foi pressionada no jogo contra a Argélia. Se derem espaços para a Alemanha, vão ter muitas dificuldades”, concluiu Sérgio Soares.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;