Fechar
Publicidade

Sábado, 11 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Acordos são firmados com mais grupos de metalúrgicos


Tauana Marin
do Diário do Grande ABC

03/11/2012 | 07:00


A campanha salarial dos metalúrgicos de Santo André e Mauá está na reta final. Falta apenas um grupo patronal do setor fechar acordo com os trabalhadores: o Grupo 10 (oficinas mecânicas, ferramentaria).

Na quarta-feira, dois terços dos metalúrgicos (17 mil trabalhadores) já haviam conquistado aumento de 8%. No dia seguinte, empresas do grupo 2 (máquinas e eletrônicos) ofereceram 8% de reajuste salarial, que foi aceito pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Santo André e Mauá. "Os trabalhadores já haviam dado carta branca ao sindicato, caso o reajuste fosse esse", conta o presidente do sindicato, Cícero Firmino, o Martinha. "Estamos na reta final. Agora vamos negociar com calma com as empresas que faltam", conta o dirigente. A data base é em 1º de novembro.

A categoria, formada por 25 mil trabalhadores, depende agora apenas do Grupo 10 para encerrar a campanha nas duas cidades. "Acreditamos que até a semana que vem tudo já esteja resolvido e o acordo coletivo deste ano 100% concluído", estima o líder sindical.

PROCESSO - O início das negociações neste ano foi marcado por algumas dificuldades em se chegar a um entendimento bom para ambas as partes. Diante dos impasses, a categoria se mobilizou nas portas das fábricas. Em 2011, o sindicato de Santo André e Mauá conquistou 10% de aumento salarial em ambas cidades.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Acordos são firmados com mais grupos de metalúrgicos

Tauana Marin
do Diário do Grande ABC

03/11/2012 | 07:00


A campanha salarial dos metalúrgicos de Santo André e Mauá está na reta final. Falta apenas um grupo patronal do setor fechar acordo com os trabalhadores: o Grupo 10 (oficinas mecânicas, ferramentaria).

Na quarta-feira, dois terços dos metalúrgicos (17 mil trabalhadores) já haviam conquistado aumento de 8%. No dia seguinte, empresas do grupo 2 (máquinas e eletrônicos) ofereceram 8% de reajuste salarial, que foi aceito pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Santo André e Mauá. "Os trabalhadores já haviam dado carta branca ao sindicato, caso o reajuste fosse esse", conta o presidente do sindicato, Cícero Firmino, o Martinha. "Estamos na reta final. Agora vamos negociar com calma com as empresas que faltam", conta o dirigente. A data base é em 1º de novembro.

A categoria, formada por 25 mil trabalhadores, depende agora apenas do Grupo 10 para encerrar a campanha nas duas cidades. "Acreditamos que até a semana que vem tudo já esteja resolvido e o acordo coletivo deste ano 100% concluído", estima o líder sindical.

PROCESSO - O início das negociações neste ano foi marcado por algumas dificuldades em se chegar a um entendimento bom para ambas as partes. Diante dos impasses, a categoria se mobilizou nas portas das fábricas. Em 2011, o sindicato de Santo André e Mauá conquistou 10% de aumento salarial em ambas cidades.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;