Fechar
Publicidade

Sábado, 6 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

José Silva declara apoio a Donisete Braga


Mark Ribeiro
Do Diário do Grande ABC

17/10/2012 | 06:56


 

Sétimo colocado no primeiro turno da eleição para prefeito de Mauá, José Silva (Psol) declarou ontem apoio a Donisete Braga (PT) no segundo turno. A decisão é individual e não contempla a direção do partido socialista, que, seguindo a tendência nacional, permanecerá neutro.

O ex-candidato disse votar no petista para o "desastre não voltar". A crítica atinge Vanessa Damo (PMDB), filha do ex-prefeito Leonel Damo (1983 a 1988 e 2005 a 2008).

"Eu, José Silva, cidadão mauaense, declaro apoio ao Donisete. Conheço a política de Mauá e sei quem fez bem e quem fez mal à cidade", discorreu. O socialista conquistou 2.202 votos no primeiro turno (1,11% dos válidos).

O político do Psol é o segundo ex-prefeiturável a aderir à candidatura petista. O primeiro foi o terceiro colocado, Atila Jacomussi (PPS), que angariou 26.520 sufrágios (13,35%). Irmão Ozelito (PTB, que obteve 8,17% dos válidos) firmou aliança com Vanessa. Diniz Lopes (PR), Edimar da Reciclagem (PSDB) e Paulo Bio (PV) se mantêm neutros.

José Silva comparou os três governos do PT (todos encabeçados pelo prefeito Oswaldo Dias) com os de Leonel para embasar a decisão. Incentivar a avaliação das gestões, aliás, tem sido um dos trunfos de Donisete desde o primeiro turno.

"Os dois primeiros governos do Oswaldo foram muito bons. Esse deixa a desejar, mas ainda assim é melhor que os do Leonel Damo", analisou o socialista,que foi filiado ao PT até 2007. José Silva atacou a "irresponsabilidade administrativa" da gestão anterior. "Deixar R$ 230 milhões de restos a pagar é covardia. Não sei onde está a Lei de Responsabilidade Fiscal."

O ex-candidato exaltou o fato de conhecer Donisete desde 1986, quando militaram no PT. "Sei de sua capacidade em administrar. Do outro lado tem grupo que já falou em construir arena de rodeio onde foi feito um shopping. Este tipo de ideia ainda está enraizada neles. Então, não dá para acreditar."

 

SURPRESA

José Silva declarou o apoio a Donisete Braga sem informar o petista, que soube do anúncio pela equipe do Diário. "Conversamos somente por telefone. Vou procurá-lo amanhã para sacramentar", afirmou o prefeiturável.

Mesmo surpreso, Donisete avaliou a adesão como "importante", apesar da baixa votação do socialista. "Ele é professor da rede pública, pessoa muito querida, que fez debate programático no primeiro turno. Mas o apoio mais importante é o da população."

José Silva deixou claro que, "independentemente de quem vença a eleição", não fará parte do próximo governo. "O Psol continuará inserido nos movimentos sociais, fiscalizando e sendo uma pedra no sapato de quem assumir a Prefeitura."

 

PROGRAMA OPINIÃO

Donisete Braga gravou ontem o Programa Opinião, da DGABCTV. Na ocasião, detalhou algumas de suas principais propostas de governo e falou sobre alianças no segundo turno. A entrevista na íntegra concedida ao jornalista e diretor de Redação do Diário, Sérgio Vieira, vai ao ar sexta-feira, no portal www.dgabc.com.br.

 

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

José Silva declara apoio a Donisete Braga

Mark Ribeiro
Do Diário do Grande ABC

17/10/2012 | 06:56


 

Sétimo colocado no primeiro turno da eleição para prefeito de Mauá, José Silva (Psol) declarou ontem apoio a Donisete Braga (PT) no segundo turno. A decisão é individual e não contempla a direção do partido socialista, que, seguindo a tendência nacional, permanecerá neutro.

O ex-candidato disse votar no petista para o "desastre não voltar". A crítica atinge Vanessa Damo (PMDB), filha do ex-prefeito Leonel Damo (1983 a 1988 e 2005 a 2008).

"Eu, José Silva, cidadão mauaense, declaro apoio ao Donisete. Conheço a política de Mauá e sei quem fez bem e quem fez mal à cidade", discorreu. O socialista conquistou 2.202 votos no primeiro turno (1,11% dos válidos).

O político do Psol é o segundo ex-prefeiturável a aderir à candidatura petista. O primeiro foi o terceiro colocado, Atila Jacomussi (PPS), que angariou 26.520 sufrágios (13,35%). Irmão Ozelito (PTB, que obteve 8,17% dos válidos) firmou aliança com Vanessa. Diniz Lopes (PR), Edimar da Reciclagem (PSDB) e Paulo Bio (PV) se mantêm neutros.

José Silva comparou os três governos do PT (todos encabeçados pelo prefeito Oswaldo Dias) com os de Leonel para embasar a decisão. Incentivar a avaliação das gestões, aliás, tem sido um dos trunfos de Donisete desde o primeiro turno.

"Os dois primeiros governos do Oswaldo foram muito bons. Esse deixa a desejar, mas ainda assim é melhor que os do Leonel Damo", analisou o socialista,que foi filiado ao PT até 2007. José Silva atacou a "irresponsabilidade administrativa" da gestão anterior. "Deixar R$ 230 milhões de restos a pagar é covardia. Não sei onde está a Lei de Responsabilidade Fiscal."

O ex-candidato exaltou o fato de conhecer Donisete desde 1986, quando militaram no PT. "Sei de sua capacidade em administrar. Do outro lado tem grupo que já falou em construir arena de rodeio onde foi feito um shopping. Este tipo de ideia ainda está enraizada neles. Então, não dá para acreditar."

 

SURPRESA

José Silva declarou o apoio a Donisete Braga sem informar o petista, que soube do anúncio pela equipe do Diário. "Conversamos somente por telefone. Vou procurá-lo amanhã para sacramentar", afirmou o prefeiturável.

Mesmo surpreso, Donisete avaliou a adesão como "importante", apesar da baixa votação do socialista. "Ele é professor da rede pública, pessoa muito querida, que fez debate programático no primeiro turno. Mas o apoio mais importante é o da população."

José Silva deixou claro que, "independentemente de quem vença a eleição", não fará parte do próximo governo. "O Psol continuará inserido nos movimentos sociais, fiscalizando e sendo uma pedra no sapato de quem assumir a Prefeitura."

 

PROGRAMA OPINIÃO

Donisete Braga gravou ontem o Programa Opinião, da DGABCTV. Na ocasião, detalhou algumas de suas principais propostas de governo e falou sobre alianças no segundo turno. A entrevista na íntegra concedida ao jornalista e diretor de Redação do Diário, Sérgio Vieira, vai ao ar sexta-feira, no portal www.dgabc.com.br.

 

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;