Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Anjo e demônio ensinam sobre trânsito

Encenações foram feitas em duas cidades e fazem parte do programa Travessia Segura


Fábio Munhoz
Do Diário do Grande ABC

09/10/2012 | 07:00


Anjo, demônio, homem-carro e mão gigante. Esses foram os personagens que chamaram a atenção em duas cidades da região entre o fim da manhã e o início da tarde de ontem. Atores contratados pelo Consórcio Intermunicipal foram às ruas de São Caetano e Rio Grande da Serra para, de forma bem-humorada, incentivar o respeito ao pedestre. A ação faz parte da campanha Travessia Segura e foi elogiada pelo público.

Em Rio Grande da Serra, a apresentação foi feita na Rodovia Deputado Antônio Adib Chammas. Lá, a mão gigante impedia a passagem do homem-carro pela faixa no momento em que alguém atravessava. O objetivo é orientar sobre o chamado sinal de vida, quando o transeunte pede passagem ao estender o braço.

Já em São Caetano, dupla de atores representava um anjo e o demônio. A encenação foi feita na Rua Serafim Constantino, em frente ao Terminal Rodoviário, e na Avenida São João. Enquanto o diabo insistia em hábitos errados e desrespeitosos, a figura angelical mostrava os bons exemplos, como esperar pela travessia e ajudar idosos. "Essa é uma ação que ajuda bastante o nosso trabalho, pois, de forma lúdica, é possível entender o que pode e o que não pode ser feito. Muitas vezes as pessoas agem de forma equivocada sem se dar conta disso", avalia o agente de trânsito Henrique de Souza Rocha, 41 anos.

A cozinheira Ana Bezerra, 55, também elogiou o ato. "Com certeza chama a atenção para a importância do respeito entre motoristas e pedestres, que é o que mais falta atualmente." O analista de crédito Aylton Cabral, 43, alerta para a necessidade de se apontar também os maus hábitos dos pedestres. "O motorista desrespeita mais. Mas quem está a pé não pode, por exemplo, se jogar para a rua sem olhar ou avançar quando o sinal estiver verde para os carros." Na avaliação de Cabral, a imprudência de quem está a pé também pode provocar graves acidentes.

Para o taxista João Paulo da Silva, 43, a iniciativa pode ajudar a reduzir os atropelamentos. "Não é só dando multa e colocando radar que as coisas mudam. A educação também é importante para mudar o trânsito."

OUTRAS CIDADES

Amanhã, a ação será feita na Rua João Domingues de Oliveira, no Centro de Ribeirão Pires. Nas outras quatro cidades da região, o início será atrasado em período entre uma e três semanas, por conta do segundo turno das eleições municipais, que ocorre no dia 28.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;