Fechar
Publicidade

Domingo, 24 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Atila aposta em rejeição de adversários para seguir


Luís Felipe Soares
do Diário do Grande ABC

28/09/2012 | 07:00


A terceira colocação na briga pelo Paço mauaense, segundo a pesquisa divulgada ontem no Diário, deixou o candidato a prefeito Atila Jacomussi (PPS) confiante. Com 11,8% da preferência dos entrevistados, ele reassumiu o posto depois de ter deixado para trás Diniz Lopes (PR), agora em quinto lugar com 5,6%.

Segundo o popular-socialista, o alto índice de rejeição de Vanessa Damo (PMDB, 22,3%) e Donisete Braga (PT, 21,%) será fundamental, sendo que o índice apontou que ele não é aprovado por apenas 3,9% dos eleitores. "O povo de Mauá rejeita a Vanessa e o PT. E por eu ter sido mais contundente e incisivo nos debates que tivemos, acho que chamei a atenção do eleitorado", analisou Atila.

Em quarto lugar na corrida eleitoral, Irmão Ozelito (PTB, 7,3%) cobra promessa feita pelo presidente estadual de seu partido, Campos Machado, para tentar se reeguer. "Minha campanha é a mais simples e a condição que o Campos Machado prometeu ainda não chegou (o deputado lhe garantiu um caminhão de som e mais recursos à campanha). Entendo que o partido tem campanhas mais fortes. Na Capital, tem mais chances de ganhar (a chapa liderada por Celso Russomanno, do PRB, tem o petebista Luiz Flávio D'Urso como vice), mas continuo tocando como posso. Vamos reunir todos os apoiadores para virar o jogo", afirmou o vereador.

Os integrantes das últimas colocações apostam em grandes viradas. Deixando a lanterna e agora na sétima colocação, José Silva (Psol, 0,9%) não se importa com os resultados das pesquisas. "Vão haver surpresas, sim. Quem está em cima vai cair e os nomes que aparecem lá em baixo vão subir. E não falo só por mim", alertou o socialista, criticando o fato de que o topo abriga as campanhas com os maiores investimentos.

Representante do PV de Mauá, Paulo Bio está em último lugar nas intenções de voto, com 0,7%. "Os últimos dias são definitivos e tudo pode ocorrer. Acho que tem havido muita baixaria entre os principais candidatos e acredito que as pessoas vão contra toda essa briga", explanou o verde, que garantiu ainda estar muito motivado quanto a seu projeto.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;