Fechar
Publicidade

Sábado, 11 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Obama deve falar sobre imigração em cerimônia nesta 6ª



04/07/2014 | 02:27


O presidente Barack Obama planeja ressaltar o lado positivo do debate imigratório durante uma cerimônia para cidadania a militares que escolheram defender os EUA mesmo não sendo cidadãos norte-americanos.

A cerimônia na Casa Branca dará a cidadania a 25 pessoas durante o feriado de 4 de julho. O grupo inclui 15 membros que continuam a servir o Exército, a Marinha e a Força Aérea. Além deles, há dois veteranos, um reservista e sete esposas. No total, eles representam 15 países.

A questão da imigração ganhou atenção redobrada após os EUA registrarem um aumento expressivo no número de crianças desacompanhadas da América Central que tentam cruzar a fronteira norte-americana. Pela lei dos EUA, o governo precisa deportar as crianças, mas há uma discussão para reformar a lei e permitir que elas continuem no país.

Obama tem culpado os republicanos da Câmara dos Representantes de atrasar alguma ação sobre a reforma imigratória. No ano passado, o Senado aprovou uma medida que, posteriormente, foi bloqueada pelos líderes da Câmara, que também têm feito pouco para avançar a proposta.

Como resultado do impasse político, nessa semana Obama anunciou que irá fazer o que estiver a seu alcance para ajustar a política imigratória sem esperar o Congresso para agir. Fonte: Associated Press.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Obama deve falar sobre imigração em cerimônia nesta 6ª


04/07/2014 | 02:27


O presidente Barack Obama planeja ressaltar o lado positivo do debate imigratório durante uma cerimônia para cidadania a militares que escolheram defender os EUA mesmo não sendo cidadãos norte-americanos.

A cerimônia na Casa Branca dará a cidadania a 25 pessoas durante o feriado de 4 de julho. O grupo inclui 15 membros que continuam a servir o Exército, a Marinha e a Força Aérea. Além deles, há dois veteranos, um reservista e sete esposas. No total, eles representam 15 países.

A questão da imigração ganhou atenção redobrada após os EUA registrarem um aumento expressivo no número de crianças desacompanhadas da América Central que tentam cruzar a fronteira norte-americana. Pela lei dos EUA, o governo precisa deportar as crianças, mas há uma discussão para reformar a lei e permitir que elas continuem no país.

Obama tem culpado os republicanos da Câmara dos Representantes de atrasar alguma ação sobre a reforma imigratória. No ano passado, o Senado aprovou uma medida que, posteriormente, foi bloqueada pelos líderes da Câmara, que também têm feito pouco para avançar a proposta.

Como resultado do impasse político, nessa semana Obama anunciou que irá fazer o que estiver a seu alcance para ajustar a política imigratória sem esperar o Congresso para agir. Fonte: Associated Press.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;