Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 10 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Fipe: IPC vai para 0,27% em agosto, de 0,13% em julho



04/09/2012 | 06:00


O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação da cidade de São Paulo, registrou 0,27% em agosto. O número representa uma forte aceleração em relação ao fechamento de julho, quando apresentou 0,13%. Na comparação com a terceira prévia de agosto, contudo, a inflação mostrou estabilidade em 0,27%.

 

O resultado apurado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) ficou no piso das estimativas de 25 instituições do mercado financeiro consultadas pelo AE Projeções, cujas previsões oscilavam entre 0,27% e 0,36%, e abaixo da mediana projetada de 0,31%.

 

O grupo Habitação apresentou desaceleração e inverteu a tendência na comparação mensal. Passou de uma inflação de 0,09% em julho para uma deflação de 0,01% na terceira prévia de agosto e encerrou o mês com uma deflação de 0,13%. Já o grupo Alimentação apresentou forte aceleração. O subíndice subiu de uma inflação de 0,53% em julho para 0,74% na terceira pesquisa mensal e fechou agosto com 1,08% - foi novamente o item que, na variação ponderada, mais contribuiu para o IPC no período.

 

Transportes continuou no campo negativo, mas com uma deflação menor. De uma deflação de 0,36% no sétimo mês do ano, foi para uma deflação de 0,30% na terceira prévia de agosto e terminou o mês no espectro deflacionário com -0,24% - foi novamente o item que, na variação ponderada, menos contribuiu para a inflação.

 

Despesas Pessoais apresentou variação no comparativo entre os meses. De 0,33% em julho, subiu para 0,77% na terceira parcial de agosto e encerrou o oitavo mês de 2012 com uma inflação de 0,37%. O subíndice Saúde apresentou aceleração. Depois de apresentar 0,39% em julho, subiu para 0,60% na terceira pesquisa de agosto e encerrou o mês com inflação de 0,55%.

 

O segmento Vestuário saiu do campo deflacionário e teve aceleração. De uma deflação de 0,63% em julho, mudou para uma inflação de 0,20% na terceira quadrissemana de agosto e fechou o mês com 0,22%. Por fim, o segmento Educação saiu de uma inflação de 0,31% no mês de julho, recuou para 0,10% no terceiro levantamento de agosto e fechou o mês com 0,16%.

 

 

Veja como ficaram os itens que compõem o IPC no mês de agosto:

 

Habitação: -0,13%

 

Alimentação: 1,08%

 

Transportes: -0,24%

 

Despesas Pessoais: 0,37%

 

Saúde: 0,55%

 

Vestuário: 0,22%

 

Educação: 0,16%

 

Índice Geral: 0,27%



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Fipe: IPC vai para 0,27% em agosto, de 0,13% em julho


04/09/2012 | 06:00


O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação da cidade de São Paulo, registrou 0,27% em agosto. O número representa uma forte aceleração em relação ao fechamento de julho, quando apresentou 0,13%. Na comparação com a terceira prévia de agosto, contudo, a inflação mostrou estabilidade em 0,27%.

 

O resultado apurado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) ficou no piso das estimativas de 25 instituições do mercado financeiro consultadas pelo AE Projeções, cujas previsões oscilavam entre 0,27% e 0,36%, e abaixo da mediana projetada de 0,31%.

 

O grupo Habitação apresentou desaceleração e inverteu a tendência na comparação mensal. Passou de uma inflação de 0,09% em julho para uma deflação de 0,01% na terceira prévia de agosto e encerrou o mês com uma deflação de 0,13%. Já o grupo Alimentação apresentou forte aceleração. O subíndice subiu de uma inflação de 0,53% em julho para 0,74% na terceira pesquisa mensal e fechou agosto com 1,08% - foi novamente o item que, na variação ponderada, mais contribuiu para o IPC no período.

 

Transportes continuou no campo negativo, mas com uma deflação menor. De uma deflação de 0,36% no sétimo mês do ano, foi para uma deflação de 0,30% na terceira prévia de agosto e terminou o mês no espectro deflacionário com -0,24% - foi novamente o item que, na variação ponderada, menos contribuiu para a inflação.

 

Despesas Pessoais apresentou variação no comparativo entre os meses. De 0,33% em julho, subiu para 0,77% na terceira parcial de agosto e encerrou o oitavo mês de 2012 com uma inflação de 0,37%. O subíndice Saúde apresentou aceleração. Depois de apresentar 0,39% em julho, subiu para 0,60% na terceira pesquisa de agosto e encerrou o mês com inflação de 0,55%.

 

O segmento Vestuário saiu do campo deflacionário e teve aceleração. De uma deflação de 0,63% em julho, mudou para uma inflação de 0,20% na terceira quadrissemana de agosto e fechou o mês com 0,22%. Por fim, o segmento Educação saiu de uma inflação de 0,31% no mês de julho, recuou para 0,10% no terceiro levantamento de agosto e fechou o mês com 0,16%.

 

 

Veja como ficaram os itens que compõem o IPC no mês de agosto:

 

Habitação: -0,13%

 

Alimentação: 1,08%

 

Transportes: -0,24%

 

Despesas Pessoais: 0,37%

 

Saúde: 0,55%

 

Vestuário: 0,22%

 

Educação: 0,16%

 

Índice Geral: 0,27%

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;