Fechar
Publicidade

Domingo, 28 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Maringoni defende legalizar a maconha

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Postulante ao governo do Estado pelo Psol sugere regras para consumo como no Uruguai


Rogério Santos
Do Diário do Grande ABC

30/06/2014 | 07:00


Candidato do Psol ao governo do Estado, o professor da UFABC (Universidade Federal do ABC) Gilberto Maringoni defende a legalização de drogas por ele consideradas leves, como a maconha, com regras específicas para consumo, a exemplo do que ocorre no Uruguai, primeiro país do mundo a estabelecer mercado nacional com regras para cultivo, venda e consumo do entorpecente.

“Aquele modelo (adotado no Uruguai) é interessante porque a droga é liberada, mas não é vendida aleatoriamente. É controlada, você se registra para comprar maconha. O consumo é regulamentado”, avaliou. “A maconha e as drogas mais leves são menos letais que o álcool”, comparou.

A descriminalização da maconha foi implementada no início de maio no Uruguai, com intuito de reduzir índices da criminalidade oriunda do tráfico de drogas. Cada consumidor registrado tem direito a adquirir 10 gramas da droga por semana.

Maringoni mencionou a discussão sobre o consumo controlado de entorpecentes destrinchar um dos eixos que compõem a plataforma de governo que defenderá nas ruas a partir do dia 6.

O socialista também pretende discutir políticas para desenvolvimento e meio ambiente, recuperação do serviço público e democratização institucional. “Temos de recuperar a capacidade de investimento e planejamento do Estado em áreas como Saúde e Educação. Fazer valer as leis estaduais de combate ao racismo e ter leis de combate à homofobia”, considerou Maringoni, que desde 2013 leciona em Santo André e São Bernardo.

O processo de desindustrialização que vive o Grande ABC também é observado pelo postulante. Para ele, é possível criar mecanismos de isenção fiscal para frear o processo de enfraquecimento das empresas, mas salienta que é fundamental a participação do governo federal.

Marangoni se prepara para disputar a segunda eleição – foi candidato a vereador na Capital em 2012, conquistando 3.841 votos. Ele terá como vice Hildete Nepomuceno, professora da rede de ensino na Capital. A sigla definiu frente de esquerda com o PSTU. A aliança terá 110 candidatos a deputado federal e 140 postulantes à Assembleia Legislativa. Ana Luiza tentará vaga no Senado pelo PSTU.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;