Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Sem garantia, Ramiro pode desistir de candidatura

Orlando Filho/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Postulante a deputado federal não sabe se poderá indicar substituto à Subprefeitura do Rudge Ramos


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

28/06/2014 | 07:00


Subprefeito do Rudge Ramos e candidato a deputado federal pelo PEN, o ex-deputado Ramiro Meves cogita desistir da campanha eleitoral porque não recebeu do prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT), garantias de que poderá indicar substituto de seu grupo político para a vaga comissionada.

Pela legislação eleitoral, ele tem de se desligar até segunda-feira da função apadrinhada – cujo salário é de R$ 10.886,65 – para ingressar na corrida eleitoral. Mas petistas e legendas com vereadores eleitos têm pressionado o chefe do Executivo pelo posto.

Ramiro comentou a interlocutores do Paço que pensava em declinar da empreitada à Câmara Federal e que havia tratado do assunto com alguns dirigentes do PEN. O ex-parlamentar tentou convencer a direção partidária que, continuando como integrante do primeiro escalão de São Bernardo, ele teria mais condições de projetar o PEN na cidade.

Após o presidente nacional do PEN, Adilson Barroso, anunciar que Ramiro seria candidato a deputado federal – em dobrada com o também ex-deputado Giba Marson (PEN), que tentará recuperar vaga na Assembleia Legislativa –, cresceram especulações sobre os futuros indicados.

O PSB começou a pressionar Marinho, argumentando que a legenda faz parte da base de sustentação com vereador na Câmara (Antônio Cabrera). Socialistas chegaram a falar que partidos sem parlamentar tinham espaço no secretariado do Paço, caso do PRB de Fábio Cassettari, secretário de Comunicação e presidente do Palestra de São Bernardo.

O nome que o PSB ofereceu a Marinho foi o do ex-vereador Ary de Oliveira, que tem base eleitoral na Pauliceia e parte do Rudge Ramos, assim como Ramiro Meves. Os dois duelaram pelo posto e Ramiro levou a melhor, continuando como subprefeito após ter ocupado a cadeira durante o primeiro mandato de Marinho.

Entretanto, o apoio de Ary à campanha conjunta dos deputados Alex Manente (PPS) a federal e Orlando Morando (PSDB) a estadual azedou as tratativas socialistas com o chefe do Executivo, que já havia imposto retaliações a Cabrera na Câmara após o vereador também anunciar adesão à dobrada dos adversários de Marinho.

Ramiro não retornou aos contatos da equipe do Diário para comentar o caso.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;