Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 16 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Uniformizada do Sto.André acolhe argentinos em sede

André Henriques/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Esquadrão aloja na região fanáticos pelo San Miguel que vão acompanhar os jogos da seleção hermana


Pedro Souza
Do Diário do Grande ABC

20/06/2014 | 07:00


A sede da torcida Esquadrão, do Santo André, virou alojamento internacional. Na noite de ontem, 13 integrantes da Trueno Verde, torcida do Clube Atletico San Miguel, de cidade homônima na Argentina, desembarcaram no local. Eles vão acompanhar os jogos da seleção hermana.

“Vamos para Belo Horizonte assistir à partida contra o Irã. Então, voltamos para cá. Depois vamos para Porto Alegre (Argentina vai enfrentar a Nigéria) e, se o time classificar, voltamos para Santo André e ficaremos até o fim da Copa”, explicou o torcedor argentino e motorista Leonardo Sacco.

“Conseguimos dinheiro para garantir nossa viagem inteira”, contou o funcionário público argentino e líder de banda da torcida do San Miguel, Jorge Ramon. O grupo realizou show e rifas para angariar os recursos. Em uma Sprinter, percorreu 2.260 quilômetros, em 40 horas, até Santo André.

“Ficamos surpreendidos com a recepção dos brasileiros. Nós vamos deixar claro que a rivalidade ocorre só no futebol. Mas na vida somos todos amigos. E não viemos aqui para fazer qualquer tipo de confusão”, destacou Sacco.

Após a viagem, dormiram apenas às 7h de ontem. Aproveitaram para provar as cervejas brasileiras, já que é a primeira vez que fazem esse intercâmbio. De tarde, fizeram churrasco e programavam partida de futebol contra a Esquadrão.

Para o Mundial, apostam, em maioria, que a Argentina será campeã em disputa de final com o Brasil.

Uniformizadas têm acordo solidário para incentivar times

Esta é a primeira de muitas viagens que os torcedores da Trueno Verde farão ao Brasil, destacou o presidente da Esquadrão, Fernando Noé. Isso porque, há um ano, ambas organizadas firmaram, informalmente, parceria solidária para acompanhar partidas do Santo André e do San Miguel.

“Nós já viajamos para lá algumas vezes para ver o time deles”, disse um dos fundadores da Esquadrão, Marcus Vinícius.

Cerca de 3.000 integrantes da Trueno Verde dão força para o San Miguel disputar a Primeira D (Quinta Divisão nacional). Por outro lado, a Esquadrão, com 350 participantes, em outros tempos teve o prazer de ver o seu time do coração ingressar nas principais divisões do Campeonato Brasileiro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Uniformizada do Sto.André acolhe argentinos em sede

Esquadrão aloja na região fanáticos pelo San Miguel que vão acompanhar os jogos da seleção hermana

Pedro Souza
Do Diário do Grande ABC

20/06/2014 | 07:00


A sede da torcida Esquadrão, do Santo André, virou alojamento internacional. Na noite de ontem, 13 integrantes da Trueno Verde, torcida do Clube Atletico San Miguel, de cidade homônima na Argentina, desembarcaram no local. Eles vão acompanhar os jogos da seleção hermana.

“Vamos para Belo Horizonte assistir à partida contra o Irã. Então, voltamos para cá. Depois vamos para Porto Alegre (Argentina vai enfrentar a Nigéria) e, se o time classificar, voltamos para Santo André e ficaremos até o fim da Copa”, explicou o torcedor argentino e motorista Leonardo Sacco.

“Conseguimos dinheiro para garantir nossa viagem inteira”, contou o funcionário público argentino e líder de banda da torcida do San Miguel, Jorge Ramon. O grupo realizou show e rifas para angariar os recursos. Em uma Sprinter, percorreu 2.260 quilômetros, em 40 horas, até Santo André.

“Ficamos surpreendidos com a recepção dos brasileiros. Nós vamos deixar claro que a rivalidade ocorre só no futebol. Mas na vida somos todos amigos. E não viemos aqui para fazer qualquer tipo de confusão”, destacou Sacco.

Após a viagem, dormiram apenas às 7h de ontem. Aproveitaram para provar as cervejas brasileiras, já que é a primeira vez que fazem esse intercâmbio. De tarde, fizeram churrasco e programavam partida de futebol contra a Esquadrão.

Para o Mundial, apostam, em maioria, que a Argentina será campeã em disputa de final com o Brasil.

Uniformizadas têm acordo solidário para incentivar times

Esta é a primeira de muitas viagens que os torcedores da Trueno Verde farão ao Brasil, destacou o presidente da Esquadrão, Fernando Noé. Isso porque, há um ano, ambas organizadas firmaram, informalmente, parceria solidária para acompanhar partidas do Santo André e do San Miguel.

“Nós já viajamos para lá algumas vezes para ver o time deles”, disse um dos fundadores da Esquadrão, Marcus Vinícius.

Cerca de 3.000 integrantes da Trueno Verde dão força para o San Miguel disputar a Primeira D (Quinta Divisão nacional). Por outro lado, a Esquadrão, com 350 participantes, em outros tempos teve o prazer de ver o seu time do coração ingressar nas principais divisões do Campeonato Brasileiro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;