Fechar
Publicidade

Domingo, 13 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Marinha chinesa participa de exercício internacional



10/06/2014 | 02:05


Um esquadrão da Marinha da China partiu pela primeira vez em direção a um exercício naval mundial conduzido pelos EUA, no Havaí, afirmou o Ministério da Defesa.

A participação da China no exercício RIMPAC é visto como uma oportunidade para construir uma relação mútua de confiança em meio a tensões no mar com países vizinhos. O treinamento é o maior do mundo e envolve 23 países, em operações entre 26 de junho e 1º de agosto.

Em comunicado, o Ministério da Defesa da China disse que o destroier Haikou, a fragata de mísseis Yueyang, o petroleiro Yueyang e o navio-hospital Peace Ark partiram na segunda-feira. O esquadrão transporta 1.100 funcionários e dois helicópteros.

O vice-chefe do Estado Maior da Marinha, Hong Xumeng, disse que a participação da China constitui uma importante missão de diplomacia militar e mais um passo para fortalecer os laços com os EUA.

A China nunca participou dos exercícios, embora em 1998 tenha enviado observadores militares para observar o evento. Fonte: Associated Press.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Marinha chinesa participa de exercício internacional


10/06/2014 | 02:05


Um esquadrão da Marinha da China partiu pela primeira vez em direção a um exercício naval mundial conduzido pelos EUA, no Havaí, afirmou o Ministério da Defesa.

A participação da China no exercício RIMPAC é visto como uma oportunidade para construir uma relação mútua de confiança em meio a tensões no mar com países vizinhos. O treinamento é o maior do mundo e envolve 23 países, em operações entre 26 de junho e 1º de agosto.

Em comunicado, o Ministério da Defesa da China disse que o destroier Haikou, a fragata de mísseis Yueyang, o petroleiro Yueyang e o navio-hospital Peace Ark partiram na segunda-feira. O esquadrão transporta 1.100 funcionários e dois helicópteros.

O vice-chefe do Estado Maior da Marinha, Hong Xumeng, disse que a participação da China constitui uma importante missão de diplomacia militar e mais um passo para fortalecer os laços com os EUA.

A China nunca participou dos exercícios, embora em 1998 tenha enviado observadores militares para observar o evento. Fonte: Associated Press.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;