Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Reservatório no Eldorado será duplicado

Arquivo/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Companhia promete solucionar intermitência na região Sul da cidade até o fim do ano


Fábio Munhoz
Do Diário do Grande ABC

31/05/2014 | 07:00


 Até agosto, entrará em operação novo reservatório com capacidade para armazenar 5.000 metros cúbicos na região Sul de Diadema. O equipamento ficará ao lado de outro com o mesmo tamanho, inaugurado em abril de 2013. Com isso, a possibilidade de reservação do líquido será duplicada. Serão beneficiados diretamente aproximadamente 60 mil moradores do entorno dos bairros Eldorado e Inamar, que sofrem com problemas históricos de abastecimento.

O superintendente da unidade de negócios Sul da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), Roberval Tavares de Souza, afirma que foram necessários R$ 4,5 milhões para a construção. O recurso é do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). A implantação é rápida, já que é feito apenas o encaixe de chapas metálicas. Os trabalhos começaram neste mês e a conclusão está prevista para julho.

Souza garante que, até dezembro, os pontos mais altos deixarão de sofrer com intermitência do abastecimento. “Estão sendo feitas obras como instalação de redes de água e da adutora Nações/Parque Real. Até o final do ano, teremos situação regularizada ”, assegura. A construção da tubulação está na fase de travessia do Córrego da Capela, na região central.

A Sabesp informa que o plano de investimentos para o município prevê a aplicação de R$ 158,8 milhões, sendo R$ 111,6 milhões até 2020 e R$ 47,2 milhões de 2021 a 2042. A companhia também irá utilizar R$ 275 milhões no sistema compartilhado, com melhorias em ETAs (Estações de Tratamento de Água) que atendem também a outros municípios, além de melhorias em adutoras e coletores tronco. O sistema de água e esgoto de Diadema é operado pela Sabesp desde 31 de março. Antes, a gestão era da Saned (Companhia de Saneamento Básico de Diadema).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Reservatório no Eldorado será duplicado

Companhia promete solucionar intermitência na região Sul da cidade até o fim do ano

Fábio Munhoz
Do Diário do Grande ABC

31/05/2014 | 07:00


 Até agosto, entrará em operação novo reservatório com capacidade para armazenar 5.000 metros cúbicos na região Sul de Diadema. O equipamento ficará ao lado de outro com o mesmo tamanho, inaugurado em abril de 2013. Com isso, a possibilidade de reservação do líquido será duplicada. Serão beneficiados diretamente aproximadamente 60 mil moradores do entorno dos bairros Eldorado e Inamar, que sofrem com problemas históricos de abastecimento.

O superintendente da unidade de negócios Sul da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), Roberval Tavares de Souza, afirma que foram necessários R$ 4,5 milhões para a construção. O recurso é do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). A implantação é rápida, já que é feito apenas o encaixe de chapas metálicas. Os trabalhos começaram neste mês e a conclusão está prevista para julho.

Souza garante que, até dezembro, os pontos mais altos deixarão de sofrer com intermitência do abastecimento. “Estão sendo feitas obras como instalação de redes de água e da adutora Nações/Parque Real. Até o final do ano, teremos situação regularizada ”, assegura. A construção da tubulação está na fase de travessia do Córrego da Capela, na região central.

A Sabesp informa que o plano de investimentos para o município prevê a aplicação de R$ 158,8 milhões, sendo R$ 111,6 milhões até 2020 e R$ 47,2 milhões de 2021 a 2042. A companhia também irá utilizar R$ 275 milhões no sistema compartilhado, com melhorias em ETAs (Estações de Tratamento de Água) que atendem também a outros municípios, além de melhorias em adutoras e coletores tronco. O sistema de água e esgoto de Diadema é operado pela Sabesp desde 31 de março. Antes, a gestão era da Saned (Companhia de Saneamento Básico de Diadema).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;