Fechar
Publicidade

Sábado, 27 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Conselho de Santo André
tomba Chácara Baronesa

Andréa Iseki/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Decisão do Comdephaapasa destaca a
importância histórica da área e indica restauro


Camila Galvez
Do Diário do Grande ABC

30/05/2014 | 07:00


A Chácara Baronesa foi oficializada ontem como patrimônio histórico de Santo André pelo Comdephaapasa (Conselho Municipal de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arquitetônico-Urbanístico e Paisagístico de Santo André). Com a homologação do tombamento, o órgão municipal de preservação indica o restauro e conservação das construções do antigo Haras São Bernardo, que funcionou no local até o início da década de 1970. A área já era tombada pelo Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico) desde 1990.

Conforme o secretário executivo do Comdephaapasa, Nilo Mattos de Almeida, o objetivo do procedimento é não apenas conservar a chácara por sua importância histórica, mas também proporcionar uso cultural para as edificações. “Quem deverá deliberar sobre isso é a Secretaria do Meio Ambiente estadual, que é a gestora do espaço. Nossa indicação é para que seja revitalizado e, assim, garanta maior visibilidade, dando um sentido de pertencimento à comunidade.”

A Secretaria do Meio Ambiente estadual, por sua vez, afirmou ter todo o interesse em recuperar e preservar a área. Para tanto, diz ter desenvolvido processo de revitalização dividido em três etapas.

A primeira delas foi a instalação do Parque Estadual Chácara da Baronesa, entregue à população no dia 22 de fevereiro (leia mais ao lado).

Na segunda etapa, a Pasta prevê a construção de brinquedoteca, implantação de pistas de caminhada, recuperação da entrada da chácara e outras manutenções.

Já na terceira etapa, a secretaria promete estudo de viabilidade junto ao Condephaat e Conselho Orientador do Parque para o restauro e preservação das edificações. Não há prazo, porém, por conta das cerca de 500 famílias que ocupam a área do parque. Há projeto para construção de conjunto habitacional, mas a CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) disse que se manifestaria somente hoje. A Promotoria de Meio Ambiente do MP (Ministério Público) cobra solução para o problema desde 2010.

Parque afasta usuários de drogas

A partir de 2012, o Diário denunciou o abandono da Chácara Baronesa, que atraiu usuários de drogas, principalmente crack. Em fevereiro de 2013, o Estado anunciou investimento de R$ 4 milhões para revitalização da área e transformação em parque.

Foram realizadas obras como a instalação de muro, cerca de gradis em aço, sanitários, nove quiosques com mesas e bancos, projeto paisagístico e implantação de equipamentos de lazer, como quadra poliesportiva, academia ao ar livre, playground e campo de futebol.

À época do anúncio da verba, o auxílio do deputado estadual Orlando Morando (PSDB) no processo junto ao então secretário de Meio Ambiente estadual, Bruno Covas, foi essencial. “O tombamento é importante, ajuda a valorizar a área. Mas é necessário que todos os envolvidos no processo, incluindo Prefeitura e Estado, busquem recursos para, de fato, promover o restauro dos bens”, diz Morando.

O reconhecimento facilita aquisição de recursos caso haja segunda edição do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) Cidades Históricas, que neste ano contemplará a vila ferroviária de Paranapiacaba, também na cidade, com R$ 42,42 milhões.  



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;