Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Investigações depende de laudo pronto

Principal causa apontada para o acidente é um vazamento de gás


Fábio Munhoz
Do Diário do Grande ABC

24/05/2014 | 07:00


A delegada Telma Regina Violi Preto, titular do 5º DP (Pauliceia) de São Bernardo aguarda a conclusão dos laudos da perícia técnica para dar prosseguimento às investigações sobre a explosão que matou duas pessoas e feriu outras 19 em academia da cidade no sábado. A principal causa apontada para o acidente é um vazamento de gás.

Ainda não há data para que os diagnósticos sejam concluídos. Existe a possibilidade de que um laudo preliminar – apenas constando as causas das mortes das duas vítimas – seja emitido antes da finalização do documento definitivo.

A Consigaz – empresa que fornecia gás para a academia – acusa o centro esportivo de ter deixado abertas as válvulas que alimentavam os aquecedores. A Tem Esportes, por sua vez, alega que a manutenção era de responsabilidade da distribuidora. Representantes de ambas as partes terão de depor depois que os laudos forem apresentados. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Investigações depende de laudo pronto

Principal causa apontada para o acidente é um vazamento de gás

Fábio Munhoz
Do Diário do Grande ABC

24/05/2014 | 07:00


A delegada Telma Regina Violi Preto, titular do 5º DP (Pauliceia) de São Bernardo aguarda a conclusão dos laudos da perícia técnica para dar prosseguimento às investigações sobre a explosão que matou duas pessoas e feriu outras 19 em academia da cidade no sábado. A principal causa apontada para o acidente é um vazamento de gás.

Ainda não há data para que os diagnósticos sejam concluídos. Existe a possibilidade de que um laudo preliminar – apenas constando as causas das mortes das duas vítimas – seja emitido antes da finalização do documento definitivo.

A Consigaz – empresa que fornecia gás para a academia – acusa o centro esportivo de ter deixado abertas as válvulas que alimentavam os aquecedores. A Tem Esportes, por sua vez, alega que a manutenção era de responsabilidade da distribuidora. Representantes de ambas as partes terão de depor depois que os laudos forem apresentados. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;