Fechar
Publicidade

Domingo, 21 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

dmais@dgabc.com.br | 4435-8396

Senna em HQ

Reprodução Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Do Diário do Grande ABC

11/05/2014 | 13:46


Entre os anos 1980 e 1990, as pessoas não ligavam muito de acordar cedo aos domingos. A família se reunia na frente da TV e ficava na expectativa de ver um brasileiro correr na mais glamurosa modalidade do automobilismo, a Fórmula 1. Mas tudo mudou depois de 1° de maio de 1994, quando o tricampeão bateu na curva Tamburello, em Ímola, Itália. A história de superação daquele que ganhou status de herói nacional está na HQ Ayrton Senna – A Trajetória de Um Mito (Nemo, 48 págs., R$ 29,90). 

 A obra tem roteiro do jornalista francês e amigo de Senna Lionel Froissart e ilustrações dos belgas Christian Papazoglakis e Robert Paquet. Nos quadrinhos, estão momentos importantes da carreira do piloto, como a estreia na F-1, em 1984, no Grande Prêmio de Mônaco. A rivalidade com o francês Alain Prost, de quem foi companheiro de equipe, também é revelada.

E não poderia faltar uma das ocasiões mais emocionantes: a primeira vitória do brasileiro no País, em 1991, na qual completou a corrida usando apenas a sexta marcha. Talvez quem não tenha visto Senna nas pistas entenda por que ele ainda causa tanta comoção 20 anos após sua morte.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Senna em HQ

Do Diário do Grande ABC

11/05/2014 | 13:46


Entre os anos 1980 e 1990, as pessoas não ligavam muito de acordar cedo aos domingos. A família se reunia na frente da TV e ficava na expectativa de ver um brasileiro correr na mais glamurosa modalidade do automobilismo, a Fórmula 1. Mas tudo mudou depois de 1° de maio de 1994, quando o tricampeão bateu na curva Tamburello, em Ímola, Itália. A história de superação daquele que ganhou status de herói nacional está na HQ Ayrton Senna – A Trajetória de Um Mito (Nemo, 48 págs., R$ 29,90). 

 A obra tem roteiro do jornalista francês e amigo de Senna Lionel Froissart e ilustrações dos belgas Christian Papazoglakis e Robert Paquet. Nos quadrinhos, estão momentos importantes da carreira do piloto, como a estreia na F-1, em 1984, no Grande Prêmio de Mônaco. A rivalidade com o francês Alain Prost, de quem foi companheiro de equipe, também é revelada.

E não poderia faltar uma das ocasiões mais emocionantes: a primeira vitória do brasileiro no País, em 1991, na qual completou a corrida usando apenas a sexta marcha. Talvez quem não tenha visto Senna nas pistas entenda por que ele ainda causa tanta comoção 20 anos após sua morte.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;