Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 27 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Missa do Lava-Pés abre
comemorações da Páscoa

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Bispo dom Nelson Westrupp celebrou missa na
Catedral do Carmo, para cerca de 300 pessoas


Vanessa de Oliveira
Do Diário do Grande ABC

18/04/2014 | 07:00


 As celebrações católicas em memória da Paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo tiveram início na noite de ontem com a Missa do Lava-Pés, realizada pelo bispo da Diocese de Santo André, dom Nelson Westrupp, na Catedral do Carmo, no Centro da cidade. Aproximadamente 300 pessoas acompanharam o culto religioso.

A Quinta-feira Santa relembra a última ceia de Cristo, em que Ele, em um gesto de servidão e humildade, lavou e enxugou os pés dos 12 apóstolos. “Jesus lavou os pés dos apóstolos, dando um testemunho de prestação de serviço de caridade e amor ao próximo. O maior serviço que Ele prestou foi dar a sua vida para a nossa salvação”, disse dom Nelson.

Durante a cerimônia, a passagem bíblica foi relembrada pelo bispo, com a lavagem dos pés de 12 homens escolhidos pela paróquia. “É uma emoção viver este momento e essa grande lição de humildade que Cristo nos deixou”, falou o técnico de informática Luiz Carlos Gruppi, 29 anos, que teve os pés lavados.

A catequista Marlene Serra, 77, vai à Missa do Lava-Pés desde criança e destaca que o período que antecede a Páscoa deve ser de reflexão. “A humildade que Jesus Cristo mostrou ao lavar os pés dos apóstolos infelizmente não é vista com frequência nos dias de hoje, então, esse é um tempo de meditar para transformação que possibilite uma vida cheia de amor.”

“Se as pessoas aplicassem esse ensinamento que Jesus nos deixou, não haveria tanta maldade no mundo”, disse o gerente de produção Luiz Carreira de Souza, 58.

Essa pode ser a última missa do Lava-Pés celebrada por dom Nelson. Em setembro ele completa 75 anos, idade em que é preciso renunciar ao cargo de bispo, ocupado há 23 anos. Mas dom Nelson ressalta que não está pensando na situação. “Ao completar 75 anos, entregarei minha renúncia ao Papa, que é livre em aceitar logo ou não. Talvez, na celebração do próximo ano, eu ainda esteja aqui. A gente não pode determinar o que acontecerá. Deus é quem sabe.”



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Missa do Lava-Pés abre
comemorações da Páscoa

Bispo dom Nelson Westrupp celebrou missa na
Catedral do Carmo, para cerca de 300 pessoas

Vanessa de Oliveira
Do Diário do Grande ABC

18/04/2014 | 07:00


 As celebrações católicas em memória da Paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo tiveram início na noite de ontem com a Missa do Lava-Pés, realizada pelo bispo da Diocese de Santo André, dom Nelson Westrupp, na Catedral do Carmo, no Centro da cidade. Aproximadamente 300 pessoas acompanharam o culto religioso.

A Quinta-feira Santa relembra a última ceia de Cristo, em que Ele, em um gesto de servidão e humildade, lavou e enxugou os pés dos 12 apóstolos. “Jesus lavou os pés dos apóstolos, dando um testemunho de prestação de serviço de caridade e amor ao próximo. O maior serviço que Ele prestou foi dar a sua vida para a nossa salvação”, disse dom Nelson.

Durante a cerimônia, a passagem bíblica foi relembrada pelo bispo, com a lavagem dos pés de 12 homens escolhidos pela paróquia. “É uma emoção viver este momento e essa grande lição de humildade que Cristo nos deixou”, falou o técnico de informática Luiz Carlos Gruppi, 29 anos, que teve os pés lavados.

A catequista Marlene Serra, 77, vai à Missa do Lava-Pés desde criança e destaca que o período que antecede a Páscoa deve ser de reflexão. “A humildade que Jesus Cristo mostrou ao lavar os pés dos apóstolos infelizmente não é vista com frequência nos dias de hoje, então, esse é um tempo de meditar para transformação que possibilite uma vida cheia de amor.”

“Se as pessoas aplicassem esse ensinamento que Jesus nos deixou, não haveria tanta maldade no mundo”, disse o gerente de produção Luiz Carreira de Souza, 58.

Essa pode ser a última missa do Lava-Pés celebrada por dom Nelson. Em setembro ele completa 75 anos, idade em que é preciso renunciar ao cargo de bispo, ocupado há 23 anos. Mas dom Nelson ressalta que não está pensando na situação. “Ao completar 75 anos, entregarei minha renúncia ao Papa, que é livre em aceitar logo ou não. Talvez, na celebração do próximo ano, eu ainda esteja aqui. A gente não pode determinar o que acontecerá. Deus é quem sabe.”

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;