Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Após polêmica, Bahia busca reação contra a Portuguesa



08/08/2012 | 06:24


As reclamações contra a atuação do árbitro sergipano Cláudio Francisco Lima e Silva na derrota do Bahia para o Grêmio por 3 a 1, no último domingo, em Porto Alegre, continuam, bem como a falta de tempo para treinar, mas os jogadores e o treinador do time baiano sabem que precisam focar na partida desta quarta-feira contra a Portuguesa, às 20h30, no estádio de Pituaçu, em Salvador, para tentar sair da zona de rebaixamento.

Com 12 pontos, o Bahia está na 17.ª colocação no Campeonato Brasileiro, mas um triunfo pode fazer a equipe avançar duas posições na tabela de classificação. "O treinador só consegue conversar com os atletas porque é jogo em cima de jogo, mas vamos melhorar", afirmou Caio Júnior, que reclama ainda não ter tido tempo de preparar mudanças no time.

O técnico estreou à frente do Bahia, substituindo Paulo Roberto Falcão, no último dia 26 - triunfo de 2 a 0 sobre o Palmeiras, em Barueri (SP) -, e, de lá para cá, dirigiu a equipe em mais três partidas, duas pelo Brasileirão e uma pela Copa Sul-Americana, com duas derrotas e um empate.

Caio Júnior, porém, tem problemas para escalar o time. O lateral-esquerdo Ávine e o meia-atacante Zé Roberto não treinaram com o resto do time para fazer tratamento muscular e são dúvidas. Mancini, expulso contra o Grêmio, cumpre suspensão. Caio Júnior confirmou, apenas, que o atacante Lulinha, que vinha sendo reserva nas partidas, inicia o jogo. "Ele tem treinado e jogado bem, buscou seu lugar", justificou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Após polêmica, Bahia busca reação contra a Portuguesa


08/08/2012 | 06:24


As reclamações contra a atuação do árbitro sergipano Cláudio Francisco Lima e Silva na derrota do Bahia para o Grêmio por 3 a 1, no último domingo, em Porto Alegre, continuam, bem como a falta de tempo para treinar, mas os jogadores e o treinador do time baiano sabem que precisam focar na partida desta quarta-feira contra a Portuguesa, às 20h30, no estádio de Pituaçu, em Salvador, para tentar sair da zona de rebaixamento.

Com 12 pontos, o Bahia está na 17.ª colocação no Campeonato Brasileiro, mas um triunfo pode fazer a equipe avançar duas posições na tabela de classificação. "O treinador só consegue conversar com os atletas porque é jogo em cima de jogo, mas vamos melhorar", afirmou Caio Júnior, que reclama ainda não ter tido tempo de preparar mudanças no time.

O técnico estreou à frente do Bahia, substituindo Paulo Roberto Falcão, no último dia 26 - triunfo de 2 a 0 sobre o Palmeiras, em Barueri (SP) -, e, de lá para cá, dirigiu a equipe em mais três partidas, duas pelo Brasileirão e uma pela Copa Sul-Americana, com duas derrotas e um empate.

Caio Júnior, porém, tem problemas para escalar o time. O lateral-esquerdo Ávine e o meia-atacante Zé Roberto não treinaram com o resto do time para fazer tratamento muscular e são dúvidas. Mancini, expulso contra o Grêmio, cumpre suspensão. Caio Júnior confirmou, apenas, que o atacante Lulinha, que vinha sendo reserva nas partidas, inicia o jogo. "Ele tem treinado e jogado bem, buscou seu lugar", justificou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;