Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 16 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Tempestade de neve causa problemas no sul dos EUA



13/02/2014 | 02:22


O sul dos EUA, normalmente quente, foi atingido por mais uma tempestade de inverno na quarta-feira, deixando centenas de milhares de imóveis sem luz. A tempestade agora caminha para o nordeste do país.

Ao menos 11 mortes na região foram relacionadas ao clima e cerca de 3.300 voos foram cancelados ao redor do país. Em um alerta emitido durante a manhã, o Serviço Nacional de Clima dos EUA classificou a tempestade, entre outros adjetivos, como "catastrófica".

O gelo e as rajadas de ventos de até 48 quilômetros por hora afetaram o sistema elétrico dos EUA. Mais de 200 mil imóveis estiveram sem luz na Geórgia, 130 mil na Carolina do Sul e cerca de 30 mil em Louisiana.

Em Atlanta, dessa vez a tempestade não causou os mesmos problemas observados na nevasca de 28 de janeiro, quando muitos norte-americanos estavam desprevenidos. Agora, a rodovia permaneceu vazia. À noite, a previsão era de até 7,6 centímetros de gelo em Atlanta e quantidades muito maiores em outras regiões dos EUA.

A nevasca agora caminha para o nordeste do país. Em Washington, onde o governo anunciou que seus escritórios permanecerão fechados, a previsão é de até 20 centímetros de gelo, e Nova York pode marcar 15 centímetros. Fonte: Associated Press.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Tempestade de neve causa problemas no sul dos EUA


13/02/2014 | 02:22


O sul dos EUA, normalmente quente, foi atingido por mais uma tempestade de inverno na quarta-feira, deixando centenas de milhares de imóveis sem luz. A tempestade agora caminha para o nordeste do país.

Ao menos 11 mortes na região foram relacionadas ao clima e cerca de 3.300 voos foram cancelados ao redor do país. Em um alerta emitido durante a manhã, o Serviço Nacional de Clima dos EUA classificou a tempestade, entre outros adjetivos, como "catastrófica".

O gelo e as rajadas de ventos de até 48 quilômetros por hora afetaram o sistema elétrico dos EUA. Mais de 200 mil imóveis estiveram sem luz na Geórgia, 130 mil na Carolina do Sul e cerca de 30 mil em Louisiana.

Em Atlanta, dessa vez a tempestade não causou os mesmos problemas observados na nevasca de 28 de janeiro, quando muitos norte-americanos estavam desprevenidos. Agora, a rodovia permaneceu vazia. À noite, a previsão era de até 7,6 centímetros de gelo em Atlanta e quantidades muito maiores em outras regiões dos EUA.

A nevasca agora caminha para o nordeste do país. Em Washington, onde o governo anunciou que seus escritórios permanecerão fechados, a previsão é de até 20 centímetros de gelo, e Nova York pode marcar 15 centímetros. Fonte: Associated Press.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;