Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 17 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Arena Corinthians atinge
97% de obras concluídas

Orlando Filho/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Em visita, secretário-geral da Fifa lamenta acidente
de 2013, mas acredita em entrega até dia 15 de abril


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

21/01/2014 | 07:00


Palco da abertura da Copa do Mundo entre Brasil e Croácia, em 12 de junho, e local de realização de outros cinco jogos do Mundial, incluindo uma semifinal, a Arena Corinthians recebeu ontem a visita do secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke.

E sem mais delongas, o francês foi rapidamente ao gramado e seguiu à coletiva de imprensa na futura zona mista, na qual o ex-presidente corintiano Andrés Sanchez divulgou: o estádio alcançou 97% das obras concluídas.

O guindaste que caíra em 27 de novembro – e vitimou duas pessoas – com parte da cobertura já foi retirado, mas a peça, que ficará suspensa e será recolocada, segue caída sobre uma das partes do estádio (deve ser removida até o fim de janeiro). Enquanto a Odebrecht fala que a fase atual é de acabamento, a realidade parece outra, que não coincide com a porcentagem apresentada por Andrés: os assentos ainda não foram instalados, as arquibancadas removíveis (ampliarão a capacidade do local de 48 mil para 65 mil pessoas) têm apenas parte da estrutura concluída, o gramado apresenta falhas e a estrutura interna, como, por exemplo, a zona mista, ainda mostra-se crua.

Independentemente de qualquer cenário negativo, ao contrário do que faz em entrevistas fora do Brasil, Valcke elogiou e mostrou-se confiante de que até 15 de abril a Arena Corinthians vai estar pronta para os eventos testes obrigatórios.

“Hoje (ontem) o estádio já deveria estar pronto (a previsão era 31 de dezembro), mas infelizmente houve o acidente. As coisas estão encaminhadas, ainda há o que ser feito no local (da queda), mas sabemos que vai dar tempo. A Fifa jamais recebeu tantos pedidos de ingresso para uma Copa, mais de 10 milhões, o que mostra que o Brasil será uma superatração a partir de junho”, disse o secretário-geral da Fifa. “Vamos fazer com que haja tempo para eventos testes e teremos a torcida corintiana para isso. Faremos de tudo para que o jogo de abertura seja perfeito.”

Antes de chegar ao estádio corintiano, Valcke esteve em reunião com o prefeito Fernando Haddad, na qual foram acordados prazos e apontadas pendências. De acordo com a vice-prefeita da Capital, Nádia Campeão, o dirigente não apresentou “preocupação” com prazos. “Não foi reunião de pressão. Transmitiu para nós que estamos a cinco meses da Copa e temos de tencionar todas as forças. Todos nós botamos pressão para terminar, porque o quanto antes terminarmos as coisas para fazer, maior o número de jogos testes. A expectativa sobre o Brasil é enorme”, disse.

Além de Valcke e Nádia Campeão, participaram da visita o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, o secretário de Planejamento e Desenvolvimento do governo do Estado, Júlio Semeghini, o ex-presidente corintiano Andrés Sanchez, além dos ex-jogadores Bebeto e Cafu, que integram o COL (Comitê Organizador Local), entre outros. Nesta semana, a comitiva ainda visitará Cuiabá, Curitiba e realizará a inauguração da Arena das Dunas, em Natal. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Arena Corinthians atinge
97% de obras concluídas

Em visita, secretário-geral da Fifa lamenta acidente
de 2013, mas acredita em entrega até dia 15 de abril

Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

21/01/2014 | 07:00


Palco da abertura da Copa do Mundo entre Brasil e Croácia, em 12 de junho, e local de realização de outros cinco jogos do Mundial, incluindo uma semifinal, a Arena Corinthians recebeu ontem a visita do secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke.

E sem mais delongas, o francês foi rapidamente ao gramado e seguiu à coletiva de imprensa na futura zona mista, na qual o ex-presidente corintiano Andrés Sanchez divulgou: o estádio alcançou 97% das obras concluídas.

O guindaste que caíra em 27 de novembro – e vitimou duas pessoas – com parte da cobertura já foi retirado, mas a peça, que ficará suspensa e será recolocada, segue caída sobre uma das partes do estádio (deve ser removida até o fim de janeiro). Enquanto a Odebrecht fala que a fase atual é de acabamento, a realidade parece outra, que não coincide com a porcentagem apresentada por Andrés: os assentos ainda não foram instalados, as arquibancadas removíveis (ampliarão a capacidade do local de 48 mil para 65 mil pessoas) têm apenas parte da estrutura concluída, o gramado apresenta falhas e a estrutura interna, como, por exemplo, a zona mista, ainda mostra-se crua.

Independentemente de qualquer cenário negativo, ao contrário do que faz em entrevistas fora do Brasil, Valcke elogiou e mostrou-se confiante de que até 15 de abril a Arena Corinthians vai estar pronta para os eventos testes obrigatórios.

“Hoje (ontem) o estádio já deveria estar pronto (a previsão era 31 de dezembro), mas infelizmente houve o acidente. As coisas estão encaminhadas, ainda há o que ser feito no local (da queda), mas sabemos que vai dar tempo. A Fifa jamais recebeu tantos pedidos de ingresso para uma Copa, mais de 10 milhões, o que mostra que o Brasil será uma superatração a partir de junho”, disse o secretário-geral da Fifa. “Vamos fazer com que haja tempo para eventos testes e teremos a torcida corintiana para isso. Faremos de tudo para que o jogo de abertura seja perfeito.”

Antes de chegar ao estádio corintiano, Valcke esteve em reunião com o prefeito Fernando Haddad, na qual foram acordados prazos e apontadas pendências. De acordo com a vice-prefeita da Capital, Nádia Campeão, o dirigente não apresentou “preocupação” com prazos. “Não foi reunião de pressão. Transmitiu para nós que estamos a cinco meses da Copa e temos de tencionar todas as forças. Todos nós botamos pressão para terminar, porque o quanto antes terminarmos as coisas para fazer, maior o número de jogos testes. A expectativa sobre o Brasil é enorme”, disse.

Além de Valcke e Nádia Campeão, participaram da visita o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, o secretário de Planejamento e Desenvolvimento do governo do Estado, Júlio Semeghini, o ex-presidente corintiano Andrés Sanchez, além dos ex-jogadores Bebeto e Cafu, que integram o COL (Comitê Organizador Local), entre outros. Nesta semana, a comitiva ainda visitará Cuiabá, Curitiba e realizará a inauguração da Arena das Dunas, em Natal. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;