Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 27 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Copa São Paulo começa
nesta sexta com 104 times

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Torneio revelador de craques terá a definição
do campeão dia 25; atual vencedor é o Santos


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

03/01/2014 | 07:00


Nos próximos 23 dias, 104 times buscarão um só objetivo em 26 cidades do Estado: o título da 45ª edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Principal torneio sub-20 do País, é utilizado com diversos objetivos: além da luta para ser o melhor clube júnior do Brasil, as equipes tentam revelar jogadores para utilizá-los em seus grupos profissionais ou até mesmo negociá-los, como principal fonte de renda para a maior parte das agremiações que virão representando todos os Estados brasileiros – aliás, como já acontecera em outras edições, haverá representante internacional: o japonês Kashiwa Reysol.

São diversos os exemplos de atletas que surgiram a partir da Copinha, se destacaram em seus próprios clubes ou acabaram negociados até mesmo com times do Exterior.

O lateral-direito pentacampeão mundial Cafu, Rogério Ceni, Lucas e Kaká disputaram o torneio com a camisa do São Paulo, Raí pelo Botafogo de Ribeirão Preto, Casagrande jogou pelo Corinthians, Dener pela Portuguesa, Djalminha pelo Flamengo, Toninho Cerezo pelo Atlético-MG, Falcão no Internacional, Dida pelo Vitória, Robinho e Neymar pelo Santos, entre tantos outros.

O atual campeão é o Santos, que em 2013 bateu o Goiás na decisão. O Peixe soma dois títulos, mas o maior vencedor é outro alvinegro: o Corinthians, com oito troféus – o último deles em 2012. Na sequência do ranking aparecem o Fluminense, com sete conquistas, Internacional (Rio Grande do Sul), com quatro, São Paulo e Atlético-MG, com três cada. E o Grande ABC também tem seu representante entre os campeões, com o título do Santo André em 2003.

Aliás, em todas as edições da Copinha ao menos um clube de pequeno ou médio porte sempre chama atenção, chegando até as fases finais.

Tanto que além do Ramalhinho, outros como América de São José do Rio Preto, Paulista de Jundiaí, Marília, Juventus e Grêmio Barueri também já levantaram a taça. Por outro lado, grandes equipes jamais chegaram ao troféu, caso do Palmeiras, duas vezes vice-campeão, Bahia, Botafogo (Rio de Janeiro) e Grêmio, uma vez segundo colocado cada.

A fórmula de disputa prevê três jogos na primeira fase, em turno único entre os quatro times de cada chave. Avançam à segunda etapa os 26 líderes de grupos, mais os seis melhores segundos colocados. A partir daí, a Copa São Paulo será em sistema de mata-mata até a final, esta a ser realizada no Estádio do Pacaembu, no dia 25.


Região terá três equipes e uma sede


O Grande ABC será representado mais uma vez por Santo André, São Caetano e São Bernardo, este último que ainda terá o Estádio do Baetão como sede do Grupo R. E o local recebeu ontem o penúltimo treino preparativo do Tigrinho para a estreia de domingo, contra o Picos (Piauí), às 14h.

Apesar de iniciar a caminhada diante do time desconhecido – e, teoricamente, mais fraco frente aos demais integrantes da chave (Náutico e Paulista) – o coordenador da categoria de base Souza, que nos dois últimos anos foi o treinador do time, cobra atenção.

“É considerado o time mais fraco, mas viajarão quase 3.500 quilômetros desde o Piauí para a disputa da vida deles. Então, temos de respeitá-los e fazer nosso jogo. Temos equipe boa”, afirmou.

Aliás, a força do grupo foi exaltada pelo presidente Luiz Fernando Teixeira, que na semana passada declarou ser “o melhor time da Copa São Paulo desde que assumiu o clube, em 2009”. E Souza fundamentou tal afirmação. “Este time ganhou os Jogos Regionais e os Jogos Abertos do Interior. Temos grupo mesclado de jogadores 1996, 95 e 94, com atletas do juvenil e do júnior, ambas equipes que chegaram à terceira fase do Campeonato Paulista. São resultados que deixam o presidente animado”, disse.

E o treinador do Tigrinho será Paraná, que praticamente desde a fundação do clube, em 2004, está inserido no projeto e inclusive já trabalhou em outras edições da Copinha à frente do time, como em 2006. “Nada mais justo do que o Paraná comandar o time. Sob comando dele foi campeão dos Abertos e dos Regionais. Aqui não temos essa vaidade sobre quem comanda. Estamos todos juntos”, declarou Souza.

Enquanto isso, o Santo André já está em Bauru para a estreia hoje, enquanto o São Caetano está em Taboão da Serra, onde amanhã enfrenta o Grêmio pelo Grupo Q.


SEDE

O Estádio do Baetão ainda sofria ontem os últimos ajustes para receber os jogos da Copinha. Desde as últimas semanas, o local ganha cuidados finais no tapete de grama sintética, arquibancadas e alambrado para sediar o Grupo R.


Ramalhinho inicia jornada contra o Flamengo, às 16h, em Bauru


O primeiro time do Grande ABC a entrar em campo será o Santo André. O elenco comandado pelo técnico Ari Mantovani encara o Flamengo, às 16h (com SporTV), no Estádio Alfredo de Castilho, em Bauru, pelo Grupo I da Copa São Paulo de Futebol Júnior.

E, apesar de o clube carioca ser considerado por muitos a principal força da chave em razão da sua história, o treinador ramalhino vê a situação de maneira diferente. “Categoria de base não tem estrela e tradição. O negócio é entrar focado para fazer grande partida e, passo a passo, conquistar a classificação. Nós é que temos de jogar como grandes, porque, afinal, já fomos campeões e somos clube formador”, destacou Mantovani, que desempenhava a função de coordenador das categorias de base andreense na conquista da Copinha, em 2003.
Durante a preparação, o time ramalhino venceu jogos treinos contra Audax, União Suzano e São Paulo.


Tricolor encara convidado japonês na estreia do torneio


Patrocinado pela mesma empresa que apoia a Federação Paulista de Futebol na realização da Copinha, o Kashiwa Reysol, do Japão, é o convidado estrangeiro desta 45ª edição do torneio. E o time estreia hoje contra o São Paulo, às 21h, na Arena Barueri, pelo Grupo W – pela mesma chave, o Grêmio Barueri encara o Auto Esporte, da Paraíba, às 19h.

Na visão do técnico Menta, o Tricolor tem tudo para realizar boa campanha. “Fizemos preparação muito boa em todos os termos: dedicação dos atletas, entendimento do que foi pedido, diagnóstico e resolução de todos os problemas desde o começo. Todo mundo remando a favor. Isso culmina com bom trabalho, o que faz a gente esperar grande resultado na competição”, disse o treinador.

Outro tradicional clube a estrear hoje é o Vasco. Às 19h, no Estádio Francisco Marques Figueira, em Suzano, o time encara o Audax pelo Grupo T. Time sede, o União Suzano entra em campo mais cedo, às 17h, diante do JV Lideral, do Maranhão.

Já pela Chave I, o mesmo do Santo André, o Noroeste faz o jogo de abertura do campeonato diante do Aquidauanense, do Mato Grosso do Sul, às 14h, no Estádio Alfredo de Castilho. A rodada inaugural tem sequência amanhã com dez jogos.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;