Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Elo de PSB e PPS amplia linha de corte para deputado federal

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Alex Manente e Aidan Ravin serão influenciados; limite para triunfo pode ficar em 100 mil votos


Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

29/12/2013 | 07:00


A provável coligação proporcional entre PSB e PPS no âmbito nacional vai elevar a linha de corte a federal em 2014, podendo chegar ao patamar de 100 mil votos. Há informações de bastidores de que o acordo já está selado, inclusive, sendo uma das contrapartidas propostas na negociação. No Grande ABC, o deputado estadual Alex Manente (PPS) e o ex-prefeito de Santo André Aidan Ravin (PSB), que disputarão pela primeira vez cadeira no Congresso Nacional, serão diretamente influenciados pelo novo cenário eleitoral.

A perspectiva da aliança é fazer seis vagas na Câmara Federal por São Paulo. Pela contagem do PPS, existe a possibilidade de eleger os deputados federais Roberto Freire (também presidente nacional do partido), e Arnaldo Jardim, além de Alex. Soninha Francine também está na lista de eventuais nomes. Pelo lado do PSB, há estimativa em garantir cadeira para os parlamentares Luiza Erundina, Keiko Ota e Abelardo Camarinha. Aidan enfrentará a barreira de tirar o desgaste da derrota de 2012 em Santo André.

O panorama não tira o sono de Alex. Isso porque o parlamentar, hoje no segundo mandato na Assembleia Legislativa, se elegeu com 114.714 votos em 2010, sendo 68.127 apenas em São Bernardo. Outro acerto que irá beneficiá-lo é o fato de o deputado ser o único candidato popular-socialista da região a pleitear assento em Brasília. “Faremos grande debate na região e vou trabalhar para sair vitorioso do processo eleitoral. Sinto preparado para vencer”, disse.

Nos bastidores, comenta-se que Aidan poderia recuar da empreitada, postulando espaço a estadual. Quando saiu do PTB para entrar no PSB, a linha de corte da última eleição, na margem de 70 mil sufrágios, encorajou a migração. O ex-prefeito, porém, negou voltar na decisão. “O deputado federal tem trabalho amplo e será suporte para o presidente (nacional do PSB, Eduardo Campos, que concorrerá à Presidência da República). O projeto é muito maior e o partido reconhece a minha representatividade na região. Se houver esta coligação vejo com bons olhos e sei que continuarei a ter total apoio do PSB.”

A carta na manga aguardada por Aidan é também ser referendado como candidato de consenso do PSB a deputado federal no Grande ABC. Por enquanto, não há definição. Presidente da executiva municipal, Donay Neto disse que o ex-petebista tem legenda “garantidíssima” e, em nenhum momento, o partido colocou em pauta a disputa do ex-prefeito a estadual.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;