Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Internet e redes sociais: ampliam e cativam clientes

É inegável o poder das redes sociais em influenciar as pessoas e disseminar opiniões. A internet abre canais de atendimento e permite ao cliente interagir com a empresa


Do Diário do Grande ABC

18/12/2013 | 07:00


 Segundo Marcelo Miyashita, professor de Marketing do curso de pós-graduação da Cásper Líbero, mais do que uma ferramenta para promover a imagem da empresa, a internet permite ampliar negócios e conquistar novos clientes.É uma alternativa eficiente de comunicação e que necessita de menores investimentos mas, ainda assim, requer planejamento antecipado das metas e objetivos, conhecimento das ferramentas disponíveis e do público que se deseja atingir, além de consultas às empresas especializadas para que se possa tirar o melhor proveito destes recursos. “É inegável o poder das redes sociais em influenciar as pessoas e disseminar opiniões. A internet abre canais de atendimento e permite ao cliente interagir com a empresa”, afirma.

Essa interatividade pode ser realizada através de enquetes, convites para postagem de fotos e vídeos, pesquisas, tudo que possa provocar o interesse do potencial do cliente em interagir com os amigos e espalhar o conteúdo pelas redes sociais, também conhecido popularmente como “viral”, utilizando-se ferramentas conhecidas como o Facebook, Twitter, Youtube, Google, Flickr e Instagran, entre tantas outras.

O monitoramento das redes sociais permite medir o conceito e o que se comenta sobre a empresa, mas é preciso tomar cuidado para que essas ferramentas não se tornem apenas um simples canal de reclamações. Esse relacionamento requer receber bem as críticas, respondê-las de modo satisfatório e rápido, oferecer compensações ao cliente, quando for necessário, e tudo o que for preciso para reverter eventuais impressões negativas a fim de conquistar o respeito do consumidor. “Qualquer deslize pode comprometer a imagem da empresa. Por isso, é preciso estar atento não apenas  ao conteúdo a ser postado, mas também com a mensagem do cliente. A resposta precisa sempre esclarecer o que o consumidor questiona, procurando entender as suas necessidades”,  complementa o professor.

Outra condição essencial é selecionar uma boa equipe ou algum profissional qualificado, que deve ter a competência necessária para postar com agilidade conteúdos interessantes, que possa cativar as pessoas, divulgar tendências e novidades, sempre relacionadas aos negócios da empresa. A mesma identidade que existe fora da web deve ser reproduzida nas redes sociais, ou seja, é necessário manter uma coerência com a imagem dos negócios com a do mundo virtual. Desta forma, se o perfil da empresa é de caráter inovador, a linguagem a ser desenvolvida na internet também deverá seguir esse padrão.

Por fim, é importante ficar atento para não se cometer certos “pecados” – bastante comuns-, como manter desatualizados sites e redes sociais, falar mal da concorrência, postar conteúdos desinteressantes e desconectados, materiais muito institucionalizados ou autopromocionais, comentar sobre política ou religião e deixar de seguir tendências, entre outros deslizes.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Internet e redes sociais: ampliam e cativam clientes

É inegável o poder das redes sociais em influenciar as pessoas e disseminar opiniões. A internet abre canais de atendimento e permite ao cliente interagir com a empresa

Do Diário do Grande ABC

18/12/2013 | 07:00


 Segundo Marcelo Miyashita, professor de Marketing do curso de pós-graduação da Cásper Líbero, mais do que uma ferramenta para promover a imagem da empresa, a internet permite ampliar negócios e conquistar novos clientes.É uma alternativa eficiente de comunicação e que necessita de menores investimentos mas, ainda assim, requer planejamento antecipado das metas e objetivos, conhecimento das ferramentas disponíveis e do público que se deseja atingir, além de consultas às empresas especializadas para que se possa tirar o melhor proveito destes recursos. “É inegável o poder das redes sociais em influenciar as pessoas e disseminar opiniões. A internet abre canais de atendimento e permite ao cliente interagir com a empresa”, afirma.

Essa interatividade pode ser realizada através de enquetes, convites para postagem de fotos e vídeos, pesquisas, tudo que possa provocar o interesse do potencial do cliente em interagir com os amigos e espalhar o conteúdo pelas redes sociais, também conhecido popularmente como “viral”, utilizando-se ferramentas conhecidas como o Facebook, Twitter, Youtube, Google, Flickr e Instagran, entre tantas outras.

O monitoramento das redes sociais permite medir o conceito e o que se comenta sobre a empresa, mas é preciso tomar cuidado para que essas ferramentas não se tornem apenas um simples canal de reclamações. Esse relacionamento requer receber bem as críticas, respondê-las de modo satisfatório e rápido, oferecer compensações ao cliente, quando for necessário, e tudo o que for preciso para reverter eventuais impressões negativas a fim de conquistar o respeito do consumidor. “Qualquer deslize pode comprometer a imagem da empresa. Por isso, é preciso estar atento não apenas  ao conteúdo a ser postado, mas também com a mensagem do cliente. A resposta precisa sempre esclarecer o que o consumidor questiona, procurando entender as suas necessidades”,  complementa o professor.

Outra condição essencial é selecionar uma boa equipe ou algum profissional qualificado, que deve ter a competência necessária para postar com agilidade conteúdos interessantes, que possa cativar as pessoas, divulgar tendências e novidades, sempre relacionadas aos negócios da empresa. A mesma identidade que existe fora da web deve ser reproduzida nas redes sociais, ou seja, é necessário manter uma coerência com a imagem dos negócios com a do mundo virtual. Desta forma, se o perfil da empresa é de caráter inovador, a linguagem a ser desenvolvida na internet também deverá seguir esse padrão.

Por fim, é importante ficar atento para não se cometer certos “pecados” – bastante comuns-, como manter desatualizados sites e redes sociais, falar mal da concorrência, postar conteúdos desinteressantes e desconectados, materiais muito institucionalizados ou autopromocionais, comentar sobre política ou religião e deixar de seguir tendências, entre outros deslizes.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;