Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Itaquerão pode abrir Copa com 60 mil lugares



07/12/2013 | 10:26


Depois de muita conversa, discussões, pressão política, mas sobretudo parecer de seus engenheiros, a Fifa resolveu bancar o Itaquerão como palco da abertura da Copa do Mundo, apesar de ainda não se ter noção exata de quando as obras estarão totalmente concluídas. Mas ao assegurar na quinta-feira que o primeiro evento-teste na arena com a capacidade total de público - ou seja, com as arquibancadas provisórias instaladas - o presidente da Fifa, Joseph Blatter, mais do que dizer que confia na conclusão do estádio, teve a intenção de "esticar o calendário" para evitar novo contratempo.

No entanto, o estádio pode ter sua capacidade reduzida para 60 mil pessoas, informou na sexta-feira o secretário de planejamento de São Paulo, Julio Semeghini - inicialmente, a previsão era de que o estádio tivesse capacidade para 65.807 torcedores, sendo 20 mil assentos provisórios.

"Vamos fazer a arquibancada para completar 60 mil. Foi o combinado com a Fifa", disse. As obras no Itaquerão foram retomadas - menos na área onde ocorreu o acidente em que dois trabalhadores morreram - e a maior parte da programação foi mantida. "Não temos mais folga", afirmou à reportagem a vice-prefeita Nadia Campeão, coordenadora da SPCopa. "Mas muita coisa do que estava programado será feita normalmente."

Ela confirma que a previsão de atraso causada pelo acidente é de 30 a 45 dias. Para que esse prazo não tenha de ser alterado, a Odebrecht colocou canteiros de outras obras que executa de sobreaviso. Eles irão auxiliar nos trabalhos da arena de Itaquera, caso seja necessário.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Itaquerão pode abrir Copa com 60 mil lugares


07/12/2013 | 10:26


Depois de muita conversa, discussões, pressão política, mas sobretudo parecer de seus engenheiros, a Fifa resolveu bancar o Itaquerão como palco da abertura da Copa do Mundo, apesar de ainda não se ter noção exata de quando as obras estarão totalmente concluídas. Mas ao assegurar na quinta-feira que o primeiro evento-teste na arena com a capacidade total de público - ou seja, com as arquibancadas provisórias instaladas - o presidente da Fifa, Joseph Blatter, mais do que dizer que confia na conclusão do estádio, teve a intenção de "esticar o calendário" para evitar novo contratempo.

No entanto, o estádio pode ter sua capacidade reduzida para 60 mil pessoas, informou na sexta-feira o secretário de planejamento de São Paulo, Julio Semeghini - inicialmente, a previsão era de que o estádio tivesse capacidade para 65.807 torcedores, sendo 20 mil assentos provisórios.

"Vamos fazer a arquibancada para completar 60 mil. Foi o combinado com a Fifa", disse. As obras no Itaquerão foram retomadas - menos na área onde ocorreu o acidente em que dois trabalhadores morreram - e a maior parte da programação foi mantida. "Não temos mais folga", afirmou à reportagem a vice-prefeita Nadia Campeão, coordenadora da SPCopa. "Mas muita coisa do que estava programado será feita normalmente."

Ela confirma que a previsão de atraso causada pelo acidente é de 30 a 45 dias. Para que esse prazo não tenha de ser alterado, a Odebrecht colocou canteiros de outras obras que executa de sobreaviso. Eles irão auxiliar nos trabalhos da arena de Itaquera, caso seja necessário.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;